Caos

Manifestantes anunciam que bloquearão o trânsito em mais quatro pontos de São Luís

Moradores da Vila Nestor dizem que entrarão em confronto com a Polícia Militar mais uma vez; eles são contra uma reintegração de posse
02/09/2015 às 09h59
Manifestantes querem bloquear vários pontos de São Luís

Manifestantes da Vila Nestor, que no momento estão concentrados na região da Beira-Mar, em São Luís, anunciaram na manhã desta terça-feira (2) que hoje bloquearão o trânsito em quatro pontos da capital. A intenção é interditar o trânsito na Forquilha, retorno do aeroporto, Cohab e entrada do Anjo da Guarda. Eles pedem amparo do Governo do Estado para dar assistência às famílias que ocupam uma área localizada no município de Paço do Lumiar e que foi alvo de reintegração de posse no mês passado.

Segundo o líder comunitário Nestor da Silva, há mais de 20 dias o Governo do Estado teria se comprometido a dar um resposta aos moradores da Vila Nestor, o que não teria acontecido. "O governador não está dando o direito a moradia para nós, pediu que a gente tirasse as famílias do local. Estou tirando hoje e vamos colocá-las na casa do governador", disse em entrevista a O ESTADO.

Manifestantes tentam chegao ao Palácio dos Leões

Confronto - Nestor da Silva afirmou, ainda que, se precisar, eles entrarão novamente em confronto com a polícia, como aconteceu no início do mês passado. Na ocasião, policiais militares utilizaram bombas de gás lacrimogêneo e spray de pimenta para encerrar o protesto. Em vídeo publicado por O ESTADO, é possível ver um policial militar atirar uma bomba de gás lacrimogêneo na direção de uma mulher que carregava uma criança nos braços. Indefesos e distantes dos manifestantes os dois caem na faixa central da Avenida Beira-Mar. A criança do vídeo, junto com outra de apenas três meses, foi levada para o Hospital Djalma Marques (Socorrão I).

Policiais bloqueiam entrada de manifestantes

Com a chegada dos manifestantes, a Polícia Militar já bloqueou todas as entradas que dão acesso ao Palácio dos Leões, sede do Governo do Estado.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte