Traidor

05/04/2009

Em 2005, quando a Polícia Federal varejou a contabilidade da Daslu, o presidente da empreiteira Camargo Corrêa, doutor Fernando de Arruda Botelho, fazia pequenos comícios sociais contra o ministro da Justiça, Márcio Thomaz Bastos. Nas suas palavras, permitindo que a polícia entrasse na Daslu, o advogado traía "sua gente".

Para continuar aproveitando o conteúdo de O Estado faça seu login ou assine.

Já sou assinante

entrar

Ainda não sou assinante

assine agora

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte