Janeiro branco

Conheça os benefícios do contato com a natureza para a sua saúde mental

Entre os ganhos estão a melhoria do desenvolvimento cognitivo em crianças e a redução dos níveis de ansiedade e estresse em adultos;

Imirante.com, com informações da assessoria

- Atualizada em 14/01/2023 às 10h05
Estudos demonstram que a interação com a natureza está associada à redução dos níveis de ansiedade, estresse e fadiga mental. (Foto: Léo Castro)
Estudos demonstram que a interação com a natureza está associada à redução dos níveis de ansiedade, estresse e fadiga mental. (Foto: Léo Castro)

SÃO LUÍS - A pandemia fez disparar o número de casos de transtornos mentais como a ansiedade e a depressão, e chamou a atenção do mundo para a importância do cuidado com a saúde mental. Durante o período de isolamento, muita gente passou a cultivar plantas em casa, uma medida simples capaz de aumentar o contato com a natureza e promover uma maior sensação de bem-estar. Mas a lista de benefícios obtidos pela exposição ao meio ambiente para a mente humana não para por aí.

De acordo com o psicólogo Marcos Abraão Borges, especialista em Saúde Mental e Atenção Psicossocial, a interação com a natureza desde a infância auxilia no desenvolvimento da função cognitiva. “Hoje em dia, no tratamento de crianças com algum transtorno de desenvolvimento, vemos uma presença maior de estimulações que colocam a criança em contato com a natureza, com o pé no chão, pé na areia, com as plantas”, esclarece o profissional de saúde.

Ter esse tipo de vivência no meio ambiente é importante não apenas na infância, mas também na vida adulta. Segundo o psicólogo, estudos demonstram que a interação com a natureza está associada à redução dos níveis de ansiedade, estresse e fadiga mental, ao aumento da performance acadêmica e da atenção nas atividades cotidianas, e à melhoria da autoestima e do humor.

Mesmo nas grandes cidades é possível alcançar esses benefícios frequentando parques ecológicos, jardins botânicos, praças arborizadas e a praia, por exemplo. Há, no entanto, quem busque uma experiência de maior imersão na natureza, fora dos centros urbanos.

“A calmaria é algo que eu busco, diante dos agitos do dia a dia. Então lugares de vilarejo, com a pegada de Atins, Jericoacoara, entre outros no mesmo estilo, me proporcionam muito bem-estar”, conta a engenheira de produção Larisse Cunha. Em abril do ano passado, ela decidiu passar alguns dias no povoado Atins, que fica em Barreirinhas, no Maranhão, para descansar o corpo e a mente. “Eu pude me conectar com coisas simples, sair da zona urbana, da correria, dos trânsitos”, avalia Larisse.

Refúgio maranhense

Com 155 mil hectares, o Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses é um dos destinos turísticos nordestinos mais singulares do Brasil. O lugar é apontado pelo The New York Times — que figura entre os maiores jornais do mundo — como um dos 52 destinos para conhecer em 2023, integrando uma lista seleta que contempla apenas duas localidades brasileiras. Aparecendo na 11ª posição, ele é descrito pelo periódico como “antídoto contra a sensação claustrofóbica da era Covid”.

Lençóis Maranhenses atraem turistas que buscam maior conexão com a natureza (Foto: Arquivo Vila Aty)
Lençóis Maranhenses atraem turistas que buscam maior conexão com a natureza (Foto: Arquivo Vila Aty)

Na foz do Rio Peguiças encontra-se Atins, vila de pescadores localizada em Barreirinhas e uma das principais portas de entrada para visitar os Lençóis Maranhenses. Apesar de ser um dos destinos mais remotos e isolados do Maranhão, o vilarejo possui localização estratégica para conhecer o Parque, pois fica situado a apenas 2,5 km do início das dunas e lagoas dos Lençóis. Além de uma beleza cênica, com dunas, lagoas e praia, o clima de tranquilidade que permeia as ruas de areia de Atins são um convite à contemplação da natureza, atraindo turistas do Brasil e do mundo.

Uma de suas principais atrações são o Canto de Atins, trecho onde a praia se encontra com as dunas, que reúne algumas das mais belas lagoas da região: Lagoa Tropical e Lagoa das Sete Mulheres. Além de passeios variados, Atins também oferece boas opções de restaurantes e hospedagens, como um hotel ecológico e sustentável que propõe estreitar a relação de seus hóspedes com o meio ambiente.

“Buscamos ser mais do que apenas um lugar onde o turista pode dormir enquanto desbrava as belezas de Atins e dos Lençóis”, destaca Jethro Raposo, responsável pelo hotel ecológico.

O acesso a Atins pode ser feito por terra — em veículo 4x4 percorrendo trilhas de areia — ou pelo Rio Preguiças, em barco ou lancha, todos partindo do centro de Barreirinhas.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.