Abuso de autoridade

Josivaldo JP e Pastor Gil assinam CPI contra TSE e STF

Parlamentares subscreveram requerimento no final da tarde de quarta-feira (23).

Gilberto Léda

- Atualizada em 24/11/2022 às 07h47
Pastor Gil e Josivlado JP apoiam investigação
Pastor Gil e Josivlado JP apoiam investigação (Divulgação/Câmara dos Deputados)

SÃO LUÍS - Os deputados federais Josivaldo JP (PSD) e Pastor Gil (PL) foram os primeiros do Maranhão a assinar o requerimento do também deputado federal Marcel van Hattem (Novo-RS) pedindo a abertura de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) contra o Supremo Tribunal Federal (STF) e o Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

A bancada maranhense na Câmara dos Deputados é formada por 18 membros.

O parlamentar pede a investigação de abusos de autoridade supostamente praticados pelas duas Cortes.

Na noite desta quarta-feira (23) van Hattem já contabilizava as assinaturas de 150 colegas.

O requerimento cita três possíveis situações de abuso de autoridade do STF e do TSE: busca e apreensão no endereço de empresários por terem compartilhado mensagens em aplicativos; determinação de bloqueio das contas bancárias de 43 pessoas e empresas suspeitas de financiar atos pós-eleições; e censura a parlamentares, ao economista Marco Cintra, à produtora Brasil Paralelo, à emissora Jovem Pan e ao jornal Gazeta do Povo.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.