Eleições 2022

PV faz convenção e diz que chapa de Dino ainda precisa de aval da Federação

Partido diz que pendências sobre coligação serão definidas em convenção do colegiado PT/PV/PCdoB

Gilberto Léda/ipolítica

PV realizou convenção no sábado
PV realizou convenção no sábado (Divulgação/PV)

A direção estadual do Partido Verde (PV) realizou no sábado (30) sua convenção estadual e homologou as chapas para deputado estadual e federal.

Durante encontro, os convencionais decidiram que a decisão sobre a chapa majoritária será delegado à Executiva Regional da legenda, até o prazo final das convenções eleitorais, 5 de agosto.

“O encaminhamento é resultado de pendências, como a indefinição da data da convenção e dos acordos finais da Federação Fé Brasil [PT/PV/PCdoB]", diz a legenda.

Uma dessas pendências diz respeito à segunda suplência do candidato a senador Flávio Dino (PSB). O PCdoB indicou o nome da vereadora Maria de Lourdes Pereira e Pereira, presidente da Câmara Municipal de Coroatá.

O nome da comunista consta da ata da convenção do PSB, também realizada no sábado. Mas, de acordo com o PV, só poderá ser oficializado após apreciação em convenção da Federação, ainda sem data marcada.

Outra indicação que também depende do aval da Federação é o do candidato a vice-governador na chapa do governador Carlos Brandão (PSB), o ex-secretário de Educação Felipe Camarão, do PT. A situação é a mesma da vereadora coroataense.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.