Eleições 2022

Imirante.com participa de rodada de entrevistas com os candidatos à Presidência da República

Além do Imirante.com, outros sete veículos de comunicação do Estados que compõem a Amazônia Legal participarão da rodada de entrevistas com os presidenciáveis; iniciativa é do Grupo Liberal (PA).

Imirante.com / O Liberal

- Atualizada em 29/07/2022 às 18h38
Redação integrada do Grupo Mirante.
Redação integrada do Grupo Mirante. (Foto: Adriano Soares / Imirante.com)

BRASIL - Em uma iniciativa pioneira e inovadora, grupos de mídia dos nove Estados que compõem a Amazônia Legal estarão em conjunto, de forma integrada, para entrevistar ao vivo e conhecer as propostas dos principais candidatos à Presidência da República para os desafios da região.

A iniciativa, chamada de “Propostas para a Amazônia - Rodada de Entrevistas com os candidatos à Presidência da República" inicia em 5 de setembro, Dia da Amazônia.

"É fundamental conhecer as propostas dos candidatos ao cargo máximo da nação para a região que vivemos. E, tão importante, é promover esse momento na semana que temos o Dia da Amazônia e através de veículos da nossa região" - Daniel Nardin, diretor de conteúdo do Grupo Liberal.

A proposta foi idealizada e articulada pelo Grupo Liberal, que esta semana realizou uma reunião com representantes dos candidatos e fez o sorteio da ordem de entrevistas, quando também foi anunciado o grupo de veículos de imprensa que participarão da iniciativa.

Além do Grupo Liberal, do Pará, participará da série o Imirante.com, do MaranhãoA Crítica, do AmazonasDiário da Amazônia, de RondôniaGazeta do Cerrado, de TocantinsGazeta Digital, do Mato GrossoRoraima em Tempo, Gazeta do Acre e Diário do Amapá.

Como serão as entrevistas

Na reunião com os representantes dos candidatos, também foi definido que as entrevistas serão ao vivo, por meio online e sempre às 12 horas, no horário de Brasília. Cada entrevista terá uma hora de duração e serão 10 perguntas: uma pergunta para cada um dos nove veículos participantes da iniciativa, com tempo de resposta de cinco minutos.

"Considero essa iniciativa histórica e muito importante para a região. Entrevistar os candidatos a presidente reunindo todos os veículos é uma forma de dizer que estamos juntos" - Aruana Brianezi​, diretora de conteúdo do jornal A Crítica, de Manaus (AM).

No encerramento, cada candidato terá ainda mais cinco minutos para considerações finais, totalizando dez oportunidades de fala. As perguntas serão de diferentes temas, como segurança, saúde, educação, infraestrutura, telecomunicações, política ambiental, geração de emprego, entre outros, sempre com temática e foco voltado para as propostas nestas áreas para a Amazônia.

Também foi alinhado que no dia 7 de setembro, por ser feriado nacional, não será realizada entrevista, assim como no final de semana. As entrevistas ficaram definidas para acontecer sempre às 12h na seguinte sequência, por sorteio:

- 5 de setembro (segunda-feira) - Felipe D’ávila (Novo);
- 6 de setembro (terça-feira) - Ciro Gomes (PDT);
- 8 de setembro - (quinta-feira) - Luiz Inácio Lula da Silva (PT);
- 9 de setembro (sexta-feira) - André Janones (Avante);
- 12 de setembro (segunda-feira) - Jair Bolsonaro (PL);
- 13 de setembro (terça-feira) - Pablo Marçal (Pros);
- 14 de setembro (quarta-feira) - Simone Tebet (MDB).

Iniciativa promove mais debate sobre propostas para a região

Na próxima semana, será realizada uma nova reunião de alinhamento, dessa vez entre diretores e editores dos nove veículos que realizarão a iniciativa. Neste momento, serão definidas as perguntas e soluções tecnológicas para garantir que todos os veículos possam transmitir simultaneamente e ao vivo para a população de seus Estados.

Para o diretor de conteúdo do Grupo Liberal, Daniel Nardin, a iniciativa inova ao proporcionar maior protagonismo amazônico sobre as discussões feitas sobre a região. “É fundamental conhecer as propostas dos candidatos ao cargo máximo da nação para a região que vivemos. E, tão importante, é promover esse momento na semana que temos o Dia da Amazônia e através de veículos da nossa região, que conhecem e vivem diariamente nossos desafios. Estamos bastante contentes com a integração entre os veículos dos demais Estados e com os representantes dos candidatos, que apoiaram a iniciativa desde o princípio, pois compreendem a importância do assunto e disso ser feito por veículos da região, levando para o nosso leitor, ouvinte e internauta as ideias e propostas que vão impactar na vida de de todos nós”, destaca Nardin.

A diretora de conteúdo do jornal A Crítica, de Manaus (AM), Aruana Brianezi, afirma que o projeto é uma chance de mostrar a diversidade da Amazônia. “Considero essa iniciativa histórica e muito importante para a região. Entrevistar os candidatos a presidente reunindo todos os veículos é uma forma de dizer que estamos juntos. É preciso que os líderes políticos entendam o que é a Amazônia e conheçam seus múltiplos desafios”, considerou a jornalista.

Para a coordenadora de Mídias eletrônicas do Grupo Mirante, de São Luís, Cíntia Costa, o debate político sobre propostas para a região Amazônica é de grande importância para todos. “Essa iniciativa de O Liberal é muito importante. O debate político sobre propostas para a região amazônica é de extrema importância para todos nós. E poder representar o Maranhão nesse projeto é muito gratificante para nós, afinal, oportunidades como essa nem sempre são tão viáveis assim. Será importante ouvir dos candidatos temas como o combate aos crimes ambientais e fundiários; incentivo a inovação tecnológica e a bioeconomia na região, além de outros temas. Tudo isso será de grande valia para todos da população amazônica”, destaca.

Para Maíra Martinello, diretora de jornalismo da Gazeta do Acre, esta é uma oportunidade ímpar de dar voz às demandas da Amazônia, por vezes tão esquecidas na pauta da política nacional, neste momento tão sensível e desafiador que o Brasil está vivendo.

“Essa iniciativa de O Liberal é muito importante. O debate político sobre propostas para a região amazônica é de extrema importância para todos nós. E poder representar o Maranhão nesse projeto é muito gratificante para nós, afinal, oportunidades como essa nem sempre são tão viáveis assim. Será importante ouvir dos candidatos temas como o combate aos crimes ambientais e fundiários; incentivo a inovação tecnológica e a bioeconomia na região, além de outros temas. Tudo isso será de grande valia para todos da população amazônica”, destaca.

Já Maju Cotrim, editora chefe da Gazeta do Cerrado, veículo de imprensa do estado do Tocantins, diz que a iniciativa mostra a cara e a força da comunicação profissional da região. “A iniciativa é importante e mostra a cara e força comunicacional da Amazônia neste momento importante da história brasileira. As entrevistas são uma oportunidade de pautarmos as demandas e apurar as visões dos candidatos sobre esta região que não pode ser esquecida nos planos de governo”, destaca.

A diretora de jornalismo da Gazeta do Acre, Maíra Martinello, também está bastante motivada e destaca a importância do protagonismo amazônico. “A Gazeta do Acre se sente honrada em participar desse projeto inovador, ao lado de veículos de tanta credibilidade na imprensa da região Norte. Uma oportunidade ímpar de dar voz às demandas da Amazônia, por vezes tão esquecidas na pauta da política nacional, neste momento tão sensível e desafiador que o Brasil está vivendo”, comentou.

Já Maju Cotrim, editora chefe da Gazeta do Cerrado, veículo de imprensa do estado do Tocantins, diz que a iniciativa mostra a cara e a força da comunicação profissional da região. “A iniciativa é importante e mostra a cara e força comunicacional da Amazônia neste momento importante da história brasileira. As entrevistas são uma oportunidade de pautarmos as demandas e apurar as visões dos candidatos sobre esta região que não pode ser esquecida nos planos de governo”, destaca.

 

 

 

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.