Eleições 2022

PV quer indicar suplente de Flávio Dino

Partido já definiu apoio a Carlos Brandão para o governo, mas ainda não se posicionou sobre o Senado.

Gilberto Léda/ipolítica

- Atualizada em 22/07/2022 às 11h12
Adriano tem participado de reunião com Dino pela Federação
Adriano tem participado de reunião com Dino pela Federação (Divulgação)

SÃO LUÍS - O Partido Verde decidiu lançar uma ofensiva na fase final de conversações sobre possível apoio ao ex-governador do Maranhão Flávio Dino (PSB) na disputa pelo Senado.

Os verdes podem exigir uma vaga de suplente na chapa dinista.

“A Federação [PT/PCdoB/PV] e o PSB têm um objetivo em comum: a redemocratização. No Maranhão, a ideia é termos um projeto estadual liderado pelo deputado Adriano. Agora, surgiu uma oportunidade ainda mais ampla: elegermos com o Dino uma ambientalista ou uma indígena pelo PV para o Senado Federal”, disse Luiz Penna, em reunião com a Executiva Estadual do PV, nesta semana.

O problema é que o partido almeja a primeira suplência, posto para o qual já foi indicada a vice-prefeita de Pinheiro, Ana Paula Lobato, esposa do presidente da Assembleia Legislativa, Othelino Neto (PCdoB), articulador político da pré-campanha de Dino. O próprio Othelino diz que esse não é um tema sequer discutido internamente.

Apoio a Brandão - Assim como o MDB - que declarou a poio à reeleição do governador Carlos Brandão (PSB) na quinta-feira (21), mas deixando em aberto o posicionamento sobre a eleição para senador -, o PV também ainda não decidiu se apoiará Dino.

Por enquanto, a sigla definiu apenas que vai com o chefe do Executivo estadual.

Uma decisão deve ocorrer na convenção estadual, segundo informa o deputado estadual Adriano Sarney, presidente estadual da legenda no Maranhão.

Procurado pelo blog, o deputado estadual Adriano Sarney confirmou a informação. “O partido já está conversando com quadros ambientalistas e indígenas para fazer a melhor escolha da indicação no dia da Convenção do PV e da Convenção da Federação que está indefinido, pois a mesma não está registrada na Justiça Eleitoral do Maranhão”, declarou.

O debate está lançado, em pleno período das convenções partidárias, prazo que se encerra no próximo dia 5 de agosto.

Se esse impasse não for resolvido a tempo, o Maranhão poderá ser o único estado do Brasil a não ter candidatos da federação PV, PT e PCdoB.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.