Eleições 2022

Presidente do PT critica falas de Dino sobre "lealdade, gratidão e traição"

Honorato Fernandes, presidente municipal do PT, disse que foi leal a Rubens Júnior na campanha eleitoral de 2020.

Imirante

Honorato Fernandes foi um dos traídos do grupo de Flávio Dino após as eleições de 2020
Honorato Fernandes foi um dos traídos do grupo de Flávio Dino após as eleições de 2020 (Honorato Fernandes)

SÃO LUÍS - O presidente municipal de Partido dos Trabalhadores (PT) de São Luís, ex-vereador Honorato Fernandes, fez críticas ao grupo de Flávio Dino (PSB) de novo pelas redes sociais. Após discursos no encontro de deputados com o socialista na noite da segunda-feira, 9, Fernandes relembrou a lealdade que teve ao candidato a prefeito da capital, Rubens Júnior.

A manifestação do presidente municipal do PT veio depois do discurso do ex-governador Flávio Dino e parte de seus aliados falando em “lealdade, gratidão e traição” fazendo alusão ao senador Weverton Rocha (PDT), que não aderiu a pré-candidatura de Carlos Brandão e manter a decisão de concorrer ao Palácio dos Leões.

Honorato Fernandes falou que entre os discursos ressaltando qualidades e defeitos, ele pode considerar que foi leal a Rubens Júnior nas eleições de São Luís.

A referência que o petista faz é em relação ao descumprimento de acordos que Dino quando governador firmou para o apoio do PT a Rubens Júnior. Após o resultado da eleição, os espaços garantidos ao PT no governo nunca foram entregues, o que Fernandes considera traição.

“Vejo figuras da política falando de lealdade, gratidão e traição. Se tem uma coisa que tive foi lealdade ao ajudar o @ptbrasil a conseguir apoio em cidades importantes na última eleição no Brasil ao apoiar a candidatura de @rubenspereirajr a pref. de São Luís”, escreveu  petista.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter e Instagram e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.