Sem folia e sem folga

Maranhão cancela ponto facultativo na Segunda e Terça-feira de Carnaval

Flávio Dino fez o anúncio em rede social na noite dessa terça-feira (2).

Imirante.com

- Atualizada em 27/03/2022 às 11h04
Em 2021, o ponto facultativo do Carnaval está cancelado no Maranhão.
Em 2021, o ponto facultativo do Carnaval está cancelado no Maranhão. (Foto: Divulgação)

SÃO LUÍS – Ao contrário do ano passado, em que o Carnaval passou ileso pela pandemia, neste ano as festas estão suspensas no Maranhão. Na noite dessa terça-feira (2), a duas semanas da aclamada Terça-feira de Carnaval, o governador Flávio Dino anunciou em rede social que os dias 15 e 16, (Segunda e Terça de Carnaval) não serão ponto facultativo.

Isso significa que o serviço público estadual vai funcionar normalmente. Veja a publicação no Twitter:

Leia mais:

Maranhão suspende Carnaval e deve cancelar ponto facultativo

Decreto veta qualquer festividade durante a semana de Carnaval em ITZ

Quinze municípios do MA confirmam em decreto a suspensão do Carnaval

MA registra 4.719 mortes e mais de 208 mil casos de coronavírus

Juiz vai esperar Governo, MP e municípios para decidir sobre lockdown

Flávio Dino descarta novo lockdown neste momento no Maranhão

Defensores entram com ação para decretar lockdown por 14 dias no Maranhão

No dia 21 de janeiro, a Secretaria de Estado da Cultura (Secma) já havia anunciado a suspensão de qualquer evento que crie aglomerações, dando como exemplo o Carnaval.

O decreto Nº 38.418, de 18 de dezembro de 2020, proíbe a realização de qualquer evento de grande porte, que gere aglomerações no Maranhão, como por exemplo o Carnaval. Eventos de pequeno porte, com até 150 pessoas, como batizados, festas de aniversários e casamentos estão liberados.

Pedido de lockdown

Após três defensores público do Maranhão acionarem, na segunda-feira (1º), a Justiça obrigando o governo do Maranhão a adotar o lockdown, por 14 dias, em razão da pandemia da Covid-19, o governador Flávio Dino se pronunciou, também ontem em suas redes sociais, descartando a restrição máxima de isolamento nesse momento no Estado.

Na ação, os defensores pedem que a medida seja aplicada para todos os 2017 municípios do Maranhão, durante 14 dias, podendo ser prorrogada. A petição foi protocolada na 1ª Vara de Interesses Difusos e Coletivos de São Luís, responsável por conceder, em maio de 2020, pelo pedido de lockdown para os quatro municípios da Grande Ilha (São Luís, São José de Ribamar, Paço do Lumiar e Raposa). Leia a petição na íntegra.

Depois do pedido, o juiz da Vara de Interesses Difusos e Coletivos, Douglas de Melo Martins, informou que vai esperar o pronunciamento do governo do Estado, do Ministério Público e dos municípios para decidir sobre o lockdown. De acordo com o juiz Douglas Martins, as partes devem fazer uma análise sobre o andamento da pandemia da Covid-19 e se pronunciar em 72 horas.

Coronavírus no Maranhão

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) informou, em boletim divulgado na noite dessa terça-feira (2), que o Maranhão tem 4.719 mortes e 208.198 casos confirmados do novo coronavírus. De acordo com a SES, foram contabilizados 11 óbitos e 549 pessoas infectadas pelo coronavírus nas últimas 24 horas no estado, sendo 101 na Grande Ilha de São Luís, 19 em Imperatriz e 429 nos demais municípios. A taxa de letalidade da Covid-19 no Maranhão, por sua vez, está em 2,26%.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.