Covid-19

Flávio Dino descarta novo lockdown neste momento no Maranhão

Nessa segunda-feira (1º), três defensores do Maranhão acionaram a Justiça obrigando o Governo do Maranhão a adotar o lockdown no Estado.

Imirante.com

- Atualizada em 27/03/2022 às 11h04
Na ação, os defensores pedem que a medida seja aplicada para todos os 2017 municípios do Maranhão, durante 14 dias, podendo ser prorrogada.
Na ação, os defensores pedem que a medida seja aplicada para todos os 2017 municípios do Maranhão, durante 14 dias, podendo ser prorrogada.

SÃO LUÍS - Após três defensores público do Maranhão acionarem, nessa segunda-feira (1º), a Justiça obrigando o Governo do Maranhão a adotar o lockdown em razão da pandemia da Covid-19, o governador Flávio Dino se pronunciou, nesta terça-feira (2), em suas redes sociais descartando a medida de isolamento nesse momento no Estado.

Leia também:

Defensores entram com ação para decretar lockdown por 14 dias no Maranhão

Maranhão registra mais de 4.700 mortes e 207.649 casos confirmados do novo coronavírus

Novo coronavírus: 20 casos suspeitos de variante são investigados no Maranhão

Veja twitter do governador:

Na ação, os defensores pedem que a medida seja aplicada para todos os 2017 municípios do Maranhão, durante 14 dias, podendo ser prorrogada. A petição foi protocolada na 1ª Vara de Interesses Difusos e Coletivos de São Luís, responsável por conceder, em maio de 2020, pelo pedido de lockdown para os quatro municípios da Grande Ilha (São Luís, São José de Ribamar, Paço do Lumiar e Raposa). Leia a petição na íntegra.

O pedido foi feito baseado nos dados epidemiológicos no Maranhão, realizado entre os dias 18 a 31 de janeiro, com dados oficiais da SES. Ficou constatado que houve um aumento significativo na taxa de ocupação de leitos de UTI destinado para pacientes com Covid-19 no estado.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.