Violência contra a mulher

Homem suspeito de violência doméstica é preso em Ribamar

De acordo com a polícia, o suspeito praticou os crimes ameaça, perseguição, injúria, lesão corporal e violência patrimonial agravados na Lei Maria da Penha.

Imirante.com, com informações da PCMA

- Atualizada em 19/05/2022 às 15h12
Para denunciar, existe a Central de Atendimento à Mulher (ligue 180).
Para denunciar, existe a Central de Atendimento à Mulher (ligue 180). (Foto: Marcos Santos/ USP)

SÃO JOSÉ DE RIBAMAR – Um homem de 49 anos foi preso, na tarde dessa quarta-feira (18), suspeito do crime de violência doméstica contra a sua companheira de 24 anos de idade. O crime aconteceu na rua Nova Trindade, bairro Quinta, em São José de Ribamar, na Região Metropolitana de São Luís.

A prisão foi realizada na Estrada da Mata, no município de São José de Ribamar, na Grande Ilha, pela Polícia Civil do Estado do Maranhão, através da Delegacia Especial de São José de Ribamar (pertencente ao SAISP LESTE, integrantes da SPCC) com apoio da Guarda Municipal.

Leia também:

Em uma semana, Maranhão registra quatro prisões por violência doméstica

Dois homens são presos na Baixada Maranhense suspeitos de violência doméstica

De acordo com a polícia, o suspeito praticou os crimes ameaça, perseguição, injúria, lesão corporal e violência patrimonial agravados na Lei Maria da Penha.

A Polícia Civil informou que a vítima procurou uma Unidade de Processamento Judicial (UPJ) apresentando hematomas em seu corpo, inclusive com um dos braços quebrados, lesões supostamente praticados pelo eu companheiro. Ainda segundo a polícia, o suspeito teria agredido moralmente e estaria perseguindo a vítima após a separação do casal.

Denúncias

Para denunciar, existe a Central de Atendimento à Mulher (ligue 180), que presta escuta e acolhida qualificada às mulheres em situação de violência. O serviço registra e encaminha denúncias de violência contra a mulher aos órgão competentes para que sejam tomadas as providências cabíveis.

Já a Polícia Civil disponibiliza de número de Whatsapp (98 98418-5661) para que a população realize denúncias, garantido o total sigilo do denunciante.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.