Homicídio

Motorista de aplicativo de São Luís é achado morto em Rosário

O corpo da vítima apresentava marcas de tiros e, segundo a polícia, esse crime pode ter ligação com o duplo assassinato ocorrido em um bar, no bairro Santo Antônio.

Imirante.com

- Atualizada em 10/06/2022 às 14h51
A morte do motorista de aplicativo é investigado pela equipe da SHPP.
A morte do motorista de aplicativo é investigado pela equipe da SHPP. (Foto: Divulgação/SSP-MA)

ROSÁRIO - Um motorista de aplicativo de São Luís, identificado como Beneilson de Jesus Silva, de 33 anos, foi achado morto nesta sexta-feira (10) na cidade de Rosário, interior do Maranhão. Segundo a polícia, esse crime pode ter envolvimento com o duplo homicídio ocorrido durante a noite de quinta-feira (9) em um bar, no bairro Santo Antônio, na capital.

Leia também em: 

Polícia Civil tem 30 dias para apurar o assassinato do corretor de imóveis

SL registra média de um assassinato por dia no mês de fevereiro

A polícia informou que Beneilson Silva foi achado morto com marcas de tiros, em Rosário, e o corpo removido para o Instituto Médico Legal (IML), no Bacanga. O caso está sendo investigado pela equipe da Superintendência de Homicídio e Proteção a Pessoas (SHPP).

Ainda de acordo com a polícia, o assassinato de Beneilson Silva não foi em decorrência de ser motorista de aplicativo, mas, existe a possibilidade dele ter envolvimento com faccionados. Também há informações que esse crime tem ligação com a morte de Alexandre de Oliveira, conhecido como Xanxande, de 31 anos; e de Evanildo Brito de Azevedo, de 40 anos.

Duplo homicídio

Segundo a polícia, Xanxande e Evanildo Brito estavam bebendo em um bar, no Santo Antônio, quando foram abordados por dois homens encapuzados. Foram efetuados vários tiros na cabeça da vítima e, logo após, os suspeitos fugiram em um veículo preto. 

Os socorristas do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foram ao local e constataram o óbito das vítimas. A polícia informou que Xanxande tinha passagem por tráfico de droga e em seu desfavor havia um mandado de prisão expedido pela 1ª Vara de Execução Penal de São Luís.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.