Apreensão de droga

Sacola de maconha é encontrada enterrada no quintal de uma residência, em Presidente Vargas

O proprietário da casa foi preso em flagrante pelo crime de tráfico de entorpecente e conduzido para a delegacia da cidade.

Imirante.com

- Atualizada em 05/08/2022 às 17h40
A sacola de maconha estava enterrada no quintal da residência do detido, em Presidente Vargas.
A sacola de maconha estava enterrada no quintal da residência do detido, em Presidente Vargas. (Foto: Divulgação)

PRESIDENTE VARGAS -  Uma sacola de maconha foi apreendida nessa quinta-feira (4) e, segundo a Polícia Civil, estava enterrada no quintal da residência de um homem que é suspeito de comercializar droga na cidade de Presidente Vargas, no interior do Maranhão.

Leia também em: 

Sete pessoas são presas suspeitas de tráfico de droga em operação deflagrada no Maranhão

Cinco pessoas são presas por tráfico de droga no interior

Os policiais ao realizar uma vistoria na casa do suspeito criminoso encontraram a sacola de maconha enterrada no quintal. O proprietário desse local foi preso em flagrante e conduzido para a delegacia onde tomaram as devidas providências.

Ainda nessa cidade, a polícia conseguiu prender em flagrante um homem, identificado como Broila, suspeito de ameaçar e furtar os próprios familiares. A polícia informou que os dois detidos foram encaminhados para o presídio.

Mais prisões

Ainda quinta-feira, os policiais apreenderam droga dentro do vaso sanitário na residência de Jhon Maykon Oliveira Pereira de Souza, na cidade de Luís Domingues, no Maranhão. Também nesse local, foram apreendidos celulares, dinheiro, joias e material para embalar entorpecente. Jhon Maykon foi preso em flagrante e apresentado na delegacia.

Em Miranda do Norte, uma mulher, não identificada, de 30 anos, foi presa por tráfico de droga. De acordo com a polícia, a detida é suspeita de comercializar entorpecente pelo sistema delivery e foi abordada quando fazia entrega de droga nessa cidade. 

No município de Itinga do Maranhão, dois suspeitos de roubo, tráfico de droga e corrupção de menor foram retirados de circulação e encaminhados para o presídio onde vão ficar à disposição do Poder Judiciário.

A polícia informou que um desses criminosos estava cumprindo pena na Unidade Prisional de Açailândia, mas, no ano de 2021, por conta da pandemia da Covid-19, foi posto em prisão domiciliar. Ele deveria retornar ao presídio em data determinada pela Justiça, mas, não voltou e passou a ser considerado como foragido. 

Na cidade de Porto Franco foi preso um homem suspeito de homicídio, tráfico de droga e porte ilegal de arma de fogo. Com ele, a polícia apreendeu arma de fogo, vários papelotes de maconha, dinheiro, celulares e joias. 


 

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.