Alarmante

Mirador e Imperatriz somam mais de 430 famílias atingidas pelas enchentes

Cinco municípios maranhenses já decretaram situação de emergência.

Imirante.com

- Atualizada em 31/03/2022 às 12h13
Casas desabaram durante enchente em Mirador. Foto: Nice Ribeiro/TV Mirante.
Casas desabaram durante enchente em Mirador. Foto: Nice Ribeiro/TV Mirante.

MIRADOR - Centenas de famílias vivem um drama em cidades maranhenses onde as cheias dos rios causam enchentes. Cinco municípios maranhenses já decretaram situação de emergência, são eles: Mirador, Grajaú, Barra do Corda, Jatobá e Paraibano. Foi o que informou, por meio de nota nessa quarta-feira (5), o Corpo de Bombeiros Militar do Maranhão (CBMMA), com base no Sistema Integrado de Informações de Desastres (S2ID).

No município de Mirador, a cheia do rio Itapecuru provocou destruição, deixando 203 famílias desabrigadas e desalojadas. Na manhã desta quinta-feira (6), o nível do rio alcançou 5,07 metros acima do normal. Moradores se unem para juntar o que sobrou após nove casas desabarem. Bancos, comércio e até prédios de órgãos públicos ficaram alagados. Apesar dos grandes danos, nenhuma morte foi registrada, segundo o Corpo de Bombeiros. Há previsão de mais chuva para a cidade.

Leia mais:

Mais de 100 famílias estão desabrigadas em Mirador após enchente

Sobe para 229 o número de famílias atingidas pelas cheias em Imperatriz

Cinco escolas estão servindo de abrigo para as vítimas que não têm para onde ir. Outras estão em casas de parentes. Outros órgãos e instituições também oferecem ajuda com equipamentos para o traslado de ilhados e transporte de medicamentos e alimentos.

Região do Centro foi uma das mais afetadas em Mirador. Foto: Nice Ribeiro/TV Mirante.
Região do Centro foi uma das mais afetadas em Mirador. Foto: Nice Ribeiro/TV Mirante.

O major Belo, comandante da operação em Mirador, informou na manhã de hoje que, por volta das 9h30, que algumas ruas já estão liberadas para acesso.

Foto: Divulgação/CBMMA/CEPDECMA
Foto: Divulgação/CBMMA/CEPDECMA

A operação de auxílio à população está sendo realizada pelo Corpo de Bombeiros em conjunto com a Secretaria de Estado das Cidades (Secid). Equipes de bombeiros de Balsas, Bacabal, São Luís e Presidente Dutra foram mobilizadas para compor uma força tarefa, que prioriza a retirada de pessoas dos locais de riscos e a distribuição de alimentos e medicamentos para a pessoas afetadas.

Eles percorrem a cidade com carros, tentam acessos mais difíceis por meio de embarcações e usam também uma aeronave. Ontem um grupo de ciclistas foi deixar sopa para a equipe da operação em Mirador, uma forma de fortalecer mais estes heróis.

Imperatriz

Em Imperatriz, o nível do Rio Tocantins ultrapassou a marca dos 9 metros na régua do Cais do Porto, localizada no Bairro Beira Rio. No município já foram contabilizadas 236 famílias desabrigadas e desalojadas. Após o acumulado das chuvas nos últimos dias, o 3° Batalhão de Bombeiros Militar trabalha na operação de remoção dos afetados para locais seguros e na distribuição de alimentos às famílias.

Famílias foram obrigadas a deixarem suas casas em Imperatriz. (Foto: Reprodução / Redes Sociais)
Famílias foram obrigadas a deixarem suas casas em Imperatriz. (Foto: Reprodução / Redes Sociais)

Nas cidades de Trizidela do Vale e Pedreiras, o rio Mearim apresenta uma tendência de elevação do seu volume, ontem chegou a marca de 4,89 metros, inferior a cota de alerta. Porém, militares da 13ª CIA permanecem em prontidão para a execução de um plano de ação de resposta aos afetados, caso haja necessidade.

Neste período chuvoso, o monitoramento do nível dos rios e do volume das chuvas é feito diariamente pela Coordenadoria Estadual de Proteção e Defesa Civil em conjunto com as Coordenadorias dos Municipais de Defesa Civil e Unidades Operacionais do Corpo de Bombeiros.

O governo do Maranhão começou nesta quarta a entrega de 3,9 mil cestas básicas para as pessoas afetadas pela chuva no interior do Estado. Além das cestas básicas, os Restaurantes Populares estão mobilizados para distribuir refeições. Em Imperatriz, são 400 almoços e 400 jantares diariamente, enquanto Grajaú serve 100 pratos no almoço e outros 100 no jantar. Cabe ao Corpo de Bombeiros retirar as quentinhas e entregar aos desabrigados.

Cestas básicas são levadas às vítimas das enchentes no Maranhão. Foto: Divulgação.
Cestas básicas são levadas às vítimas das enchentes no Maranhão. Foto: Divulgação.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.