Benefício

Entra em vigor a lei que torna permanente o Auxílio Brasil de R$ 400

Emenda da Câmara dos Deputados tornou o benefício permanente; texto original do Executivo previa o pagamento só até dezembro.

Agência Câmara de Notícias

Bolsonaro propôs aumento de benefício para superar o antigo "Bolsa Família"
Bolsonaro propôs aumento de benefício para superar o antigo "Bolsa Família" (Marcelo Camargo / Agência Brasil)

BRASÍLIA - Entrou em vigor nesta quinta-feira (19) a Lei 14.342/22, que institui um benefício extraordinário para complementar o valor do Auxílio Brasil até este chegar a R$ 400 por família em situação de pobreza ou de extrema pobreza.

Uma emenda da Câmara dos Deputados tornou o benefício de caráter permanente. Inicialmente ele estava previsto para vigorar somente até dezembro.

A lei tem origem em uma medida provisória (MP 1076/21) editada pelo presidente Jair Bolsonaro, e aprovada pelos deputados em abril. O relator da MP foi o deputado João Roma (PL-BA).

Leia também: Saúde bucal pode se tornar critério para o Auxílio Brasil

O benefício extraordinário será calculado a partir da soma de quatro benefícios financeiros do Auxílio Brasil (primeira infância, composição familiar, de superação da extrema pobreza e compensatório de transição), até chegar ao valor de R$ 400.

Ele será pago juntamente com o Auxílio Brasil, que substituiu o programa Bolsa Família, no limite de um benefício por família.

Seguro-defeso
A Lei 14.342/22 também faz mudanças no seguro-defeso, previsto na Lei 10.779/03, para diminuir o desconto mensal que o governo pode fazer do beneficiário do Auxílio Brasil que tenha recebido o benefício ao mesmo tempo que o seguro.

Pela nova lei, o desconto será de 30% do auxílio até o ressarcimento completo dos valores pagos indevidamente. Antes, o Ministério da Cidadania podia descontar até a totalidade dos valores que foram pagos juntamente com o seguro-defeso.

O seguro-defeso é pago ao pescador artesanal durante o período de três a cinco meses no qual ele não pode pescar para preservar as espécies na época reprodutiva.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.