Alerta

Senador aponta elevação da miséria na Venezuela e faz alerta ao MA

Roberto Rocha mostrou relatório que aponta queda drástica da Venezuela após crescimento de regime comunista.

Ipolítica

- Atualizada em 02/05/2022 às 16h47
Roberto Rocha em ocasião de entrevista a Jorge Aragão
Roberto Rocha em ocasião de entrevista a Jorge Aragão (Marcelo Rodrigues)

BRASÍLIA - O senador Roberto Rocha (PTB) utilizou um levantamento do Fundo Monetário Internacional (FMI) 2021 que aponta a elevação da miséria no país da Venezuela, para fazer um alerta ao estado do Maranhão.

O relatório apresentado pelo petebista mostra a queda drástica da economia na Venezuela de 2015 à 2021. No primeiro ano de referência, o cálculo de riqueza por pessoa em dólar na Venezuela era de 10,57.

Leia também: Pesquisa analisa desempenho do Governo Carlos Brandão

Em 2021 a média caiu para 1,62 número que está abaixo do Haiti, que tem a média de 1,69.

Segundo o FMI, a Venezuela se tornou o país mais pobre da região.

“Vejam o que o comunismo fez com a Venezuela, um país com imensa riqueza natural. Importante referência para o Maranhão, um exemplo a não ser seguido”, destacou o senador.

Venezuela

Nação onde há protagonismo há anos de uma tensão política e profunda crise econômica, financeira, social, sanitária e fiscal, Venezuela tem um regime que fere direitos civis e a democracia.

Nicolás Maduro, presidente da Venezuela é classificado de ditador em nações onde há democracia plena. Ele ocupa lugar que já foi do também ditador, Hugo Chavéz.

O regime da Venezuela já foi cortejado pelo ex-presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e por partidos da extrema esquerda.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.