Investigação

Suspeito de matar indígena Guajajara é preso em Amarante do Maranhão

Na semana passada, outros dois suspeitos de crimes contra a vida de indígenas já haviam sido presos no Maranhão.

Imirante.com

Janildo Oliveira Guajajara foi morto na região da Terra Indígena Arariboia.
Janildo Oliveira Guajajara foi morto na região da Terra Indígena Arariboia. (Reprodução)

AMARANTE DO MARANHÃO – Foi preso na manhã desta quarta-feira (21), no município de Amarante do Maranhão, o suspeito de assassinar um indígena no último dia 3 de setembro. A Polícia Civil cumpriu um mandado de prisão temporária contra ele.

O indígena Janildo Oliveira Guajajara, que já foi Guardião da Floresta, foi assassinado com tiros nas costas quando voltava de uma festa, em Amarante do Maranhão, na região da Terra Indígena Arariboia.

Leia mais:

Dupla suspeita de matar indígena na frente da esposa e do filho é presa em Arame

Indígena Guajajara é morto com seis tiros em Arame, no Maranhão

Indígenas são mortos, um a tiros e outro atropelado, em Amarante do Maranhão e Arame

Hoje, os policiais realizaram, além da prisão, uma busca na residência do suspeito e apreenderam uma espingarda. Segundo o delegado Alex Coelho, da Delegacia Regional de Imperatriz, o caso não tem relação com conflitos de terras.

As lideranças indígenas já fizeram cobranças por agilidade nas investigações e pedem mais proteção das autoridades. Ao todo, seis índios guardiões da floresta foram assassinados desde que o grupo foi formado no Estado, há 15 anos. 

A Terra Indígena Araribóia tem 423 mil hectares de extensão e uma população estimada de 12 mil indígenas. A reserva registra a maioria dos casos de assassinatos no Maranhão, com 35 mortes nos últimos 10 anos.

Outras prisões

Na semana passada, dois suspeitos da morte do indígena Antônio Cafeteiro Silva Guajajara foram presos, após determinação judicial na cidade de Arame. Segundo a Polícia Civil, a vítima foi assassinada a tiros na presença da sua esposa e de um dos filhos, uma criança de colo, no último dia 11, no povoado Jiboia, zona rural de Arame. 

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.