Música

Primeira temporada do "Bandeira de Aço, o Musical", estreia no dia 27 de setembro, em São Luís

Musical maranhense ficará em cartaz no palco do Teatro Arthur Azevedo (TAA).

Na Mira, com informações da Assessoria

Elenco de “Bandeira de Aço – O Musical” durante ensaio.
Elenco de “Bandeira de Aço – O Musical” durante ensaio. (Quilana Viegas)

SÃO LUÍS - Falta pouco! Em pouco mais de dez dias, São Luís será palco de um dos espetáculos musicais mais aguardados do país. “Bandeira de Aço – O Musical”, produção assinada pela Encanto Coletivo Cultural e G4 Entretenimentos, terá sua primeira temporada em cartaz no Teatro Arthur Azevedo (TAA), com sessões gratuitas e abertas a todos os públicos.

Na temporada de estreia do musical, serão, ao todo, quatro dias de apresentações. A abertura ocorrerá no dia 27 de setembro, com sessão exclusiva para convidados (as). Já entre os dias 28, 29 e 30, as sessões serão abertas ao público - a retirada de ingressos poderá ser feita no próprio TAA, a partir do dia 28 de setembro, horas antes de cada sessão. A bilheteria funciona das 14h às 17h (exceto às segundas-feiras).

Com duração total de 107 min (uma hora e quarenta e sete minutos), “Bandeira de Aço – O Musical” vai navegar pelo universo das composições das nove faixas do disco, apresentando, também, os bastidores do álbum, o ponto de vista dos compositores (César Teixeira, Josias Sobrinho, Ronaldo Mota e Sérgio Habibe) e do intérprete Papete.

Patrocinado pelo Governo do Estado e Equatorial Maranhão, por meio da Lei Estadual de Incentivo à Cultura, o espetáculo tem direção assinada por Nicole Machado, que divide o texto com o dramaturgo Felipe Corrêa. Participam ainda: Andressa Brandão e Rebeca Carneiro (coreografia); Marcos Ferreira e João Vinicius (figurino); e Ivaldo Júnior (cenografia). A criação é do músico e administrador Guilherme Júnior.

O elenco é formado por: Flávia Pimentel; Mauro Nascimento; Zanto Holanda; Nestor Fonseca; Brunna Garcia; Denia Correia; Igor Kayroz; Renato Guterres; Nando Pinheiro; Layla Calixto; Nuilane Lago; Rafael Noleto; Andressa Brandão; Apolo Oliveira; David Lopes; Thay Corrêa; Thais Lima; e Rebeca Carneiro.

Durante todo o espetáculo, tanto a atuação quanto à dança serão acompanhadas por um time musical - a banda é formada por Wanderson Silva (Percussão), Edilson Gusmão (Baixo), Rui Mário (Piano e sanfona), Fleming (Bateria) e Ricardo Mendes (Metais - flauta, sax e clarinete), com Roberto Chinês assinando a direção musical.

Mais temporadas?

Idealizador do musical, Guilherme Júnior pontua que a expectativa para a recepção do público para esta primeira temporada é alta - e acrescenta que novas temporadas já estão nos planos da produção.

“Para 2023, planejamos uma nova temporada, que fará a circulação pelos municípios dos compositores do disco 'Bandeira de Aço'. Mas, caso apareça alguma oportunidade ainda este ano, apresentaremos este ao público com a mesma energia desta temporada de estreia”, afirmou.

Todas as informações sobre a primeira temporada de 'Bandeira de Aço, o Musical' serão disponibilizadas na página oficial do projeto no Instagram: @bandeiradeacomusical.

Bandeira de Aço, de Papete

“Bandeira de Aço” é o segundo álbum do percussionista e cantor maranhense Papete, lançado pelo selo Discos Marcus Pereira, em 1978. Com nove faixas, o disco conta com faixas que ganharam popularidade no Maranhão, como “Boi da Lua” e “Engenho de Flores”, entre outras. Artistas como Josias Sobrinho, Ronaldo Mota, César Teixeira e Sérgio Habibe assinam as composições do álbum, que tinha Papete como intérprete oficial.

Lançado durante o período de ditadura militar no Brasil, “Bandeira de Aço” é referenciado como uma produção que representava o povo brasileiro e o contexto social e histórico em que foi lançado.

Ouça o álbum completo aqui: https://youtu.be/03lfBktfRXs.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.