Projeto social

Casa de acolhimento para pessoas com HIV corre risco de fechar as portas

Casa Acolher oferece serviços gratuitos para pacientes com HIV no Maranhão, porém necessita arrecadar o valor de 600 chaveiros para continuar o projeto.

Imirante.com, com informações do G1 MA

- Atualizada em 26/03/2022 às 18h10
O projeto social, Casa Acolher vende bonecas para não fechar as portas.
O projeto social, Casa Acolher vende bonecas para não fechar as portas. (Foto: Divulgação / Redes sociais)

SÃO LUÍS - Entre chaveiros, bonecas de pano e doações, a ONG Casa Acolher acolhe as pessoas que vivem e convivem com HIV/AIDS por todo o Maranhão. Ao longo de quatro anos, a Casa Acolher já atendeu mais de 5.500 pessoas com diversos serviços de forma gratuita. Durante a pandemia a venda bonequinhas sustentáveis caiu de forma considerável, agora a Casa Acolher necessita vender no mínimo 600 chaveiros para manter suas portas abertas.

O projeto fica localizado no bairro da Jordoa, na capital maranhense, recebe pacientes em Tratamento Fora do Domicílio (TFD), oferece suporte para pessoas com HIV, Aids e outras Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST’s) assim como seus familiares, com atendimentos psicológicos, jurídicos e sociais de forma gratuita. Além disso, os acolhidos em situação mais vulnerável recebem cestas básicas, doação de roupas, kits de higiene e preservativos.

Em razão da pandemia, a procura pelos produtos confeccionados para ajudar a manter o projeto de portas abertas não é o suficiente. O projeto então lançou a campanha "Compre uma boneca e ajude uma vida" como forma de chamar atenção da sociedade para a venda das peças.

Como ajudar:

As bonecas que se tornaram símbolo da Casa Acolher, foram batizadas de 'Bonecas Acolher", custam R$15 reais. Os modelos maiores custam R$30 reais e os pedidos são feitos por encomenda pelo número (98) 98818-6272, que também recebe doações.

Os chaveiros podem ser encontrados em diversos pontos de venda espalhados por São Luís assim como na sede da Casa Acolher, localizado na Rua Muniz Barreiro, N° 61A, no bairro Jordoa, perto da sede da Hemomar, em São Luís.

Para facilitar doações e pagamentos, o projeto disponibiliza o número do Pix: 07.603.977/0001-42 CNPJ: CASA ACOLHER

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.