BBB22

Jogo da discórdia: Atitude de milhões ou centavos

Na dinâmica da semana os confinados distribuíram placas de “atitude de milhões” e “atitude de centavos” .

Na Mira

- Atualizada em 05/04/2022 às 17h38
Segunda-feira  foi dia de jogo da discórdia no Big Brother Brasil.
Segunda-feira foi dia de jogo da discórdia no Big Brother Brasil. (Foto: Reprodução / TV Globo)

BRASIL - Seguindo a dinâmica normal do reality, nesta segunda-feira (4), foi dia de jogo da discórdia no Big Brother Brasil. Os confinados deveriam entregar placas ao demais colegas uma com “atitude de milhões” e outra com “atitude de centavos”. 

Leia também: BBB 22: Saiba quem está no Paredão Falso

Quatro brothers estão enfrentando mais um paredão, o que eles ainda não sabem é que o voto popular irá definir que passará algumas horas no quarto secreto, com direito a câmeras exclusivas para observar os demais confinados. 

Durante o jogo da discórdia, Jessilane conversa com Linna sobre P.A. "Acho que não consegui construir meu pensamento em relação ao PA, e acaba fazendo a gente parecer mais desequilibrada do que a gente já é." Linn responde: "Isso me incomoda muito, parece que a gente fica criando coisas da nossa cabeça."

Leia também: Treta sobre consumo de água movimenta a madrugada no BBB22

Ao final do jogo Natália foi a participante que mais recebeu a placa “atitude de centavos” (3 vezes). Gustavo e Scooby empataram com maia placas de “atitude de milhões” com duas cada. As sisters Linn da Quebrada e Jessilane não receberam a placa “atitude de milhões” nenhuma vez dos demais confinados.

Durante o intervalo da dinâmica, foi a vez de Arthur e Linna se desentenderem sobre o poder das expectativas que cada um cria no jogo, sobre o fato dos brothers aliados terem cedido a liderança à cantora. 

"Não criei movimento nenhum, Lina. Não existiu um movimento. [...] É o lugar da fala que você coloca. É a mesma coisa que você fez com o D.G e tentou colocar, sim, uma roupa nele que não cabia. Em mim, nele e todo mundo. Essa é a verdade", disse o ator. 

Apenas durante o raio-x a cantora voltou a tocar no assunto, onde se defendeu das acusações de Arthur Aguiar e alegou que nunca teve a intenção de ser taxativa. 

"Vou começar falando sobre o que os meninos já citaram no jogo da discórdia. Nem quero ficar me prolongando muito no assunto, porque eu sinto que é uma história que eu já falei, já me expliquei algumas vezes aqui, mas quero reiterar mais uma vez que eu nunca tive intenção de ser taxativa em relação aos meninos, de 'colocar roupa' alguma neles.", finaliza Linn da Quebrada. 

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.