Situação de emergência

Sobe para 695 número de famílias desabrigadas ou desalojadas após enchentes no Maranhão

No total, seis municípios maranhenses já decretaram situação de emergência.
Imirante.com*08/01/2022 às 08h01
Cidade de Mirador foi destruída por enchente. Foto: Divulgação/Prefeitura de Mirador.

MIRADOR - Ao todo, 695 famílias estão entre os desabrigados e desalojados, no Maranhão, em razão das enchentes, de acordo com o CBMMA. No total, seis municípios maranhenses já decretaram situação de emergência no, são eles: Mirador, Grajaú, Barra do Corda, Jatobá, Paraibano e Formosa da Serra Negra.

Em Mirador, uma das cidades com mais destruição e vítimas, o Rio Itapecuru apresentou uma elevação de 4cm na manhã deste sábado (8), chegando a 5,02 metros, segundo o relatório parcial de enchentes no Maranhão divulgado pela equipe do Corpo de Bombeiros Militar do Maranhão (CBMMA), comandada pelo major Belo na região.

Veja as últimas marcas do Rio Itapecuru em Mirador:

Sábado (8): 5,02m às 7h11 (aumento de 4cm);

Sexta-feira (7): 4,98m às 20h49 (aumento 6cm);

Sexta-feira (7): 4,92m às 8h09;

Quinta-feira (6): 5,02m às 13h35.

Leia mais:

Veja imagens de avenida com banco e lojas em Mirador durante e depois da enchente

No Maranhão, 620 famílias estão entre desabrigados e desalojados após enchentes

Saiba como ajudar atingidos pelas enchentes no interior do Maranhão

Atendimento itinerante realiza matrícula de alunos de famílias desabrigadas

Enchente: mais de 230 famílias estão desabrigadas na cidade de Imperatriz

Em Mirador, três embarcações, oito carros e 40 bombeiros são empregados na operação de auxílio aos afetados. Uma equipe do governo, composta pelo vice-governador, Carlos Brandão; o comandante-geral do CBMMA, coronel Célio Roberto e o Secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula, acompanha, in loco, a situação na região. Além da acomodação das famílias em locais seguros, são distribuídas cestas básicas e medicamentos. Por conta das chuvas, estradas de acesso a povoados estão interditadas, devido ao transbordamento de açudes e pontes desabaram.

Bombeiros auxiliam população nas cidades atingidas por enchentes. Foto: Divulgação/CBMMA.

Em Imperatriz, o nível do rio Tocantins permanece estável com a marca de 9,38 metros. No município, 231 famílias estão desabrigadas ou desalojadas. Equipes do 3º Batalhão de Bombeiros seguem no apoio às vítimas, realizando o transporte de pessoas e a distribuição de alimentos.

Famílias recebem alimentos, roupas e medicamentos em cidades castigadas por enchentes. Foto: Divulgação/CBMMA.

Nas cidades de Trizidela do Vale e Pedreiras, o rio Mearim apresentou uma pequena elevação em seu volume e chegou a marca de 5,54 m, nessa sexta, perto da sua cota de inundação. Diante do avanço do rio, 86 abrigos públicos já estão prontos para ocupação.

Uma sala de situação é mantida pelo CBMMA para monitorar as informações meteorológicas e gerenciar a operação de auxílio aos municípios.

As medidas de governo do Maranhão para auxílio aos afetados pelas chuvas em Mirador incluem entrega de cestas básicas de alimentos; apoio de equipes da Força Estadual de Saúde (Fesma) na triagem e cuidados gerais; atendimentos de ambulatório, consultas médicas, testagem para Covid-19; e entrega de itens como cadeiras de rodas, colchões e remédios.

Em Colinas, o vice-governador também vistoriou as áreas afetadas, esteve em diversos povoados conversando com as famílias e anunciou distribuição de cartões digitais para comunidades quilombolas de Jaguaruana e Peixe.

No município de Grajaú, a comitiva esteve nas áreas afetadas, entre estas, o bairro Trizidela, que está entre os mais prejudicados. Brandão visitou o Centro de Referência e Assistência Social (CRAS), conduziu distribuição de várias cestas de alimentos às famílias desalojadas e anunciou a instalação de uma unidade do Corpo de Bombeiros na região.

*Com informações do CBMMA e governo do Maranhão

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

Selo IVC
© 2019 - Todos os direitos reservados.