Após inundação...

Veja imagens de avenida com banco e lojas em Mirador durante e depois da enchente

Cheia do rio Itapecuru deixou mais de 200 famílias desabrigadas e desalojadas na cidade.
Neto Cordeiro/Imirante.com08/01/2022 às 08h26
Avenida Francisco Luiz Fonseca, em Mirador, dias depois da enchente.Foto: Divulgação/CBMMA.

MIRADOR - A imagem acima é da avenida Francisco Luiz Fonseca, no município de Mirador, dias após uma inundação tomar conta da localidade e invadir o banco e lojas do comércio. O registro fotográfico é da manhã deste sábado (8), divulgado pelo major Belo, comandante dos bombeiros que atua na operação na cidade. Na última terça-feira (4), o Imirante.com mostrava a enchente que quase cobriu os imóveis na via. Veja o vídeo:

Além desse ponto, vários outros também foram atingidos pelo grande volume de água. Entre os prejuízos contabilizados em Mirador, estão: interdição de 20 estradas para povoados, transbordamento de quatro açudes, desabamento de 16 pontes e de 23 casas, outras oito residências tiveram danos parciais.

Leia mais:

Sobe para 695 número de famílias desabrigadas ou desalojadas após enchentes no MA

Saiba como ajudar atingidos pelas enchentes no interior do Maranhão

Grande volume de chuvas causa cheia em rio e deixa cidade de Mirador inundada

O serviço de abastecimento de água já está normal na cidade, ainda segundo o major Belo. Apesar do cenário de inundação já ter desaparecido em parte da cidade, o Rio Itapecuru apresentou uma elevação de 4cm na manhã deste sábado, chegando a 5,02 metros, segundo o relatório parcial de enchentes no Maranhão divulgado pela equipe do Corpo de Bombeiros Militar do Maranhão (CBMMA), comandada pelo major Belo na região.

As medidas de governo do Maranhão para auxílio aos afetados pelas chuvas em Mirador incluem entrega de cestas básicas de alimentos; apoio de equipes da Força Estadual de Saúde (Fesma) na triagem e cuidados gerais; atendimentos de ambulatório, consultas médicas, testagem para Covid-19; e entrega de itens como cadeiras de rodas, colchões e remédios. A cheia do rio Itapecuru deixou mais de 200 famílias desabrigadas e desalojadas na cidade.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

Selo IVC
© 2019 - Todos os direitos reservados.