Em terras indígenas

Autoridades discutem estratégias para combater conflitos na área indígena Arariboia

O objetivo é evitar novos conflitos entre índios e madeireiros.
Imirante.com Imperatriz03/11/2019 às 07h57

IMPERATRIZ – Nesse sábado (3), autoridades se reuniram na sede do 3º Batalhão da Polícia Militar, em Imperatriz, para discutir estratégias de ação para combater disputas territoriais e exploração ilegal de madeira na reserva indígena Arariboia, no Maranhão.

Saiba mais:

Líder indígena Guajajara é morto em conflito com madeireiros

Polícia Civil vai investigar assassinatos de índio e madeireiro em terra indígena no MA

Participaram da reunião, representantes das polícias Militar e Civil, o secretário de Segurança Pública, Jeferson Portela, e o secretário de Direitos Humanos, Francisco Gonçalves, além do coordenador regional da Fundação Nacional do Índio (Funai).

A reunião definiu estratégia de ação que será usada na terra indígena Arariboia, região de Bom Jesus das Selvas. O objetivo é evitar novos conflitos entre índios e madeireiros. “Nós sabemos que é uma terra indígena, possivelmente, de competência da Polícia Federal, mas os atos iniciais teremos que tomar”, disse o secretário de segurança pública.

De acordo com a Funai, os conflitos entre índios e madeireiros se intensificaram no início deste ano. Em setembro, oito madeireiros foram detidos por índios dentro da reserva indígena no município de Amarante.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.