Violência

Seis homicídios registrados em menos de 24 horas em Imperatriz

Cinco homens foram assassinados a tiros, e uma mulher foi morta a facadas.
Imirante.com04/01/2019 às 16h47

IMPERATRIZ – O ano começou violento na cidade de Imperatriz. Só nessa quinta (3) e sexta (4), seis homicídios foram registrados na cidade, sendo que uma das vítimas foi um sargento reformado da Polícia Militar. O sargento Marinho foi assassinado, a tiros, no fim da manhã de ontem, na rua Mato Grosso, no bairro Maranhão Novo.

O sargento Marinho foi assassinado a tiros. / Foto: Divulgação.

Saiba mais sobre o caso: Sargento da Polícia Militar é assassinado a tiros em Imperatriz

Já no período da noite, houve registro de cinco mortes. Por volta das 20h40, Francivaldo Silva Coelho, 26 anos, foi assassinado a tiros, no cruzamento da rua Pentágono com a 2 de Julho, no parque do Buriti. Testemunhas afirmam que o crime foi cometido por dois homens em uma motocicleta, os quais efetuaram vários disparos de arma de fogo contra a vítima, que não resistiu aos ferimentos e morreu no local.

Outros dois homicídios foram registrados no bairro São José do Egito, por volta das 20h45. Segundo a polícia, dois homens, identificados como Bragança e Romildo, estavam na porta de casa, quando foram surpreendidos por duas pessoas em uma moto, as quais dispararam vários tiros contra as vítimas, que morreram no local. O crime aconteceu no cruzamento das ruas Coronel Manoel Bandeira e José Bonifácio.

O quinto assassinato foi de uma mulher, identificada como Maria Kezia, a qual foi morta a golpes de faca no setor da antiga Rodoviária de Imperatriz. Segundo informações preliminares, por volta de 1h desta sexta (4), a vítima teria brigado com um morador de rua, o qual pegou uma faca e a matou. O suspeito de ter praticado o crime ainda não foi identificado pela Polícia Militar.

Maria Kezia foi morta a golpes de faca. / Foto: Divulgação.

A sexta morte foi registrada, também, na madrugada desta sexta-feira (4). Wanderson Lima Gomes, de 20 anos, foi baleado na região da cabeça durante um assalto. Há informações de que Wanderson Lima foi abordado por dois homens em uma motocicleta, os quais queriam o celular do jovem e, quando ele disse que tinha deixado o aparelho em casa, acabou sendo baleado. O jovem ainda foi socorrido e levado para o Hospital Municipal de Imperatriz, mas acabou indo a óbito.

Além das seis mortes, houve uma tentativa de homicídio no bairro União. Segundo informações, uma pessoa identificada como cabo Pontes, o qual integra o Centro Tático Aéreo (CTA), foi baleado no braço esquerdo. Testemunhas afirmam que o crime foi cometido por duas pessoas em uma motocicleta, durante uma tentativa de assalto na praça da União.

Segundo o delegado Praxísteles Martins, titular da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) de Imperatriz, os casos estão sendo analisados, pois, ao que tudo indica, com exceção do caso do sargento da PM e da mulher morta a facadas, os outros crimes podem ter relação entre eles.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.