Operação Xeque-Mate

Operação prende dois PMs e fecha postos de combustível em ITZ

Seis homens foram presos na operação que investiga o roubo de combustível, dois são policiais militares e um é proprietário dos dois postos fechados na cidade.
Tátyna Viana/Imirante.com28/11/2018 às 14h06
Operação prende dois PMs e fecha postos de combustível em ITZAo todo, 56 policiais estiveram envolvidos na Operação Xeque-Mate para o cumprimento dos mandados de prisão. ( Foto: Divulgação)

IMPERATRIZ - Uma operação deflagrada pela Polícia Civil, na manhã desta quarta-feira (28), resultou na prisão de seis pessoas investigadas pela Superintendência Estadual de Investigações Criminais (Seic) e Delegacia de Roubos e Furtos por roubo de combustível na cidade. Ao todo, 56 policiais estiveram envolvidos na Operação Xeque-Mate para o cumprimento dos mandados de prisão.

Leia também:

Homem é executado com tiros na cabeça em Imperatriz

Casas irregulares sobre riacho Bacuri serão demolidas

Entre os presos estão dois policiais militares lotados no 14º BPM, identificados como Raylson e Giórgio Gonçalves, que segundo as investigações davam suporte nas ações criminosas. Também foi preso Marcelo Henrique Tavares Morais, que é proprietário de dois postos de combustível em Imperatriz, um na Avenida JK e outro na Avenida Jacob, bairro Jardim Tropical, fechados na operação na manhã de hoje.

A polícia chegou aos membros da organização criminosa a partir da prisão de Wilson dos Santos Oliveira, no último dia 25 de abril em Imperatriz, com um caminhão de combustível roubado na BR-010. Nesse caso o roubo aconteceu entre o povoado Bananal e o município de Governador Edison Lobão e o motorista foi amarrado, amordaçado e levado para um matagal, onde ficou sendo vigiado.

"Na verdade o Wilson dos Santos que é um dos alvos da investigação já tinha sido preso em abril deste ano, nós seguimos com a investigação para chegar aos demais membros da organização, coletarmos as provas, apresentamos ao Poder Judiciário e demos cumprimento aos mandados hoje. O roubo de combustível tem uma característica própria, uma dinâmica própria, porque só se rouba combustível a partir do momento que se tem à frente o dono de um posto que vai receber o combustível", informou o delegado Vital Rodrigues, titular da Delegacia de Roubo e Furtos.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.