Quadro maranhense

Com prata da Fadinha, Maranhão chega à sua quarta medalha

Nova estrela do skate se junta aos maranhense Tânia Maranhão, duas pratas no futebol feminino, e o velocista Codó, bronze no atletismo em Pequim
Eduardo Lindoso / O Estado27/07/2021 às 17h46
Maranhense Codó é medalhista de bronze, em Pequim.

SÃO LUÍS – Com a medalha histórica de Rayssa Leal, a mais jovem brasileira a subir em um pódio de uma Olimpíada, o Maranhão aumentou de três para quatro o seu quadro individual. A Fadinha agora se junta a ex-jogadora de futebol, Tânia Maranhão, que tem duas pratas, e ao velocista José Carlos Moreira, o Codó, que tem um bronze. E essa conta ainda pode aumentar, lembrando que a seleção de handebol feminino conta com a central maranhense Ana Paula, o Hipismo tem Marlon Zanotelli, o rugby as gêmeas Thalia e Thalita e o atletismo João Falcão. Sem contar que no time do atletismo brasileiro tem mais seis atletas que representam o Projeto Atletismo Maranhão (CTMA).

LEIA MAIS

MA em Tóquio: veja os 12 atletas do Estado que estarão nas Olimpíadas

Rayssa Leal vira "hit" na internet e pede até uma Olimpíada no Maranhão

A prata de Rayssa Leal se junta as pratas de Tânia Maranhão, que brilhou ao lado de Pretinha, Marta, Formiga e Cristiane na geração mais vitoriosa do futebol feminino do Brasil, em Atenas 2004 e Pequim 2008. Já o velocista Codó, teve sua medalha de bronze assegurada pelo revezamento 4 por 100 metros, ao lado de Bruno Lins, Sandro Viana e Vicente Lenílson, após confirmação de um caso de doping na equipe Jamaicana, em 2017. A prova foi disputada em Pequim 2008.

Como a Fadinha já encerrou sua atividade, inclusive chega ao Maranhão nesta quarta-feira, 28, agora é torcer pelos outros maranhenses. Na quarta-feira, 28, as gêmeas Thalia e Thalita estarão em campo pelo time nacional de rugby, contra o Canadá, às 21h30. João Falcão fará sua apresentação na sexta-feira, 30, pelo time brasileiro de atletismo. O maranhense participa no 4x400 e a sua apresentação deve começar por volta das 8h. O Marlon Zanotelli entra na disputa do hipismo no sábado, 31, às 19h45.

Rayssa Leal ganhou prata no skate em Tóquio

Primeira vitória no handebol

A central Ana Paula chegou em Tóquio para sua quarta Olimpíada, após Pequim, Londres e Rio, e estreou com empate diante das atuais campeãs do handebol, a Rússia. Na segunda partida, diante da Hungria, veio a primeira vitória do Brasil.

A Seleção Brasileira fez 33 a 27, na madrugada desta terça-feira, 27, no Ginásio Nacional Yoyogi. O jogo valeu pela segunda rodada do Grupo B da Olimpíada de Tóquio.

O próximo compromisso da seleção feminina na competição será na próxima quarta-feira, 27, quando enfrenta a Espanha a partir das 23h.

Leia outras notícias em ImiranteEsporte.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.