Série D

Defesa instável em derrota pode ter mudanças no Moto Club

Papão havia levado apenas dois gols em casa até tropeço diante do Tocantinópolis.

Eduardo Lindoso / Imirante Esporte

Meia Cleitinho foi bem na última partida do Moto e pode ganhar mais chances
Meia Cleitinho foi bem na última partida do Moto e pode ganhar mais chances (Hiago Ferreira / Moto Club)

SÃO LUÍS – Um dos melhores mandantes desta Série D, o Moto Club teve sua boa sequência de vitórias em casa interrompida na rodada passada, ao ser superado, por 2 x 1, pelo Tocantinópolis. Esse revés quebrou o retrospecto de invencibilidade e 100% de aproveitamento do Papão no Nhozinho Santos e dos pontos mais fortes da equipe maranhense, a defesa, pode ter sido crucial neste tropeço. Até este jogo do domingo passado, o Rubro-negro havia tomado apenas dois gols sob seus domínios, mas diate do time do Tocantins levou dois. Agora, diante do Pacujus (CE), existe a possibilidade de mudanças no setor defensivo, lembrando que o zagueiro Luís Eduardo e o lateral Carioca, que não atuaram diante do Tocantinópolis, podem ganhar nova oportunidade.

VEJA MAIS 
 

Moto Club inicia preparação para partida contra o Pacajus (CE)

Moto apresenta Vander e deve anunciar outros reforços

Com a quinta melhor campanha entre as 64 equipes da Série D, o Moto Club tem nas suas partidas no Nhozinho Santos seu principal trunfo. Antes de ser derrotado pelo Tocantinópolis, o time rubro-negro acumulava cinco partidas, com cinco vitórias, em São Luís. Neste cinco triunfos o time havia marcado, até então, 11 gols, e sofrido apenas dois. Aí veio o jogo com o Tocantinópolis e a defesa foi vazada mais duas vezes, na derrota por 2 x 1.

Neste confronto com o time do Tocantins, os jogadores mais criticados pela torcida pelas atuações foram o zagueiro Anderson Cearense e o lateral-esquerdo Caio, justamente as duas peças que vieram do banco de reservas após trocas do treinador. Caio ganhou chance por causa do desgaste do titular, Carioca, e Cearense entrou no time após lesão de Luís Eduardo. Agora, existe a possibilidade da defesa, até então titular, voltar a atuar junta. Mas isso só será definido nos treinos táticos do elenco, que começam a ser feitos nesta quarta-feira (22), no CT Pereira dos Santos.

Montagem do time

Além dessas mudanças que pode ocorrer no setor defensivo do Moto Club, o técnico Júlio César Nunes deve mudar o time também no meio de campo e no ataque. No meio, Ronald, que foi poupado contra o Tocantinópolis, e atuou apenas no segundo tempo, deve retornar na vaga de Leomir. No ataque, Ozeias deve deixar a equipe titular para a entrada de Mário Sérgio, que retorna de suspensão.

Outro jogador que pode ficar à disposição de Júlio César é o volante Vander, que foi contratado recentemente e, inclusive, já foi apresentado para iniciar trabalhos junto com o restante do grupo. Se tiver seu nome publicado no Boletim Informativo Diário da CBF, o BID, Vander pode ser uma opção no banco de reservas. Autor do gol na derrota para o Tocantinópolis, o meia Cleitinho também pode ganhar uma chance na equipe, mas essa entrada é um pouco mais improvável.

O Moto Club volta  a campo no próximo domingo (26), às 17h, novamente no estádio Nhozinho Santos, para enfrentar o Pacajus, pela 11ª rodada do Grupo 2 da Série D. Com 21 pontos, o Papão segue na liderança da chave, e o 2ª colocado é o Tocantinópolis, que tem 16. Essa partida Moto Club x Pacajus terá transmissão da rádio Mirante AM e cobertura completa do Imirante.com. 

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.