Cadê a massa?

Sampaio ocupa "zona de rebaixamento" na média de público da Série B

Tricolor ocupa apenas o 17º lugar em ranking feito por site alemão.

Eduardo Lindoso / Imirante Esporte

Goleiro Luiz Daniel em momento de concentração, com arquibancada do Castelão vazia ao fundo
Goleiro Luiz Daniel em momento de concentração, com arquibancada do Castelão vazia ao fundo (Ronald Felipe / Sampaio Corrêa)

SÃO LUÍS- O Sampaio Corrêa perdeu por 2 x 0 para o Cruzeiro em um Mineirão completamente lotado – 58.397 torcedores, maior público desta Série B –, e conheceu a sua quarta derrota fora de casa em quatro partidas. As duas únicas vitórias que o time maranhense tem na competição são em São Luís, no Castelão. Mas, no que depender da sua torcida, pelo menos para vencer os jogos em casa, a Bolívia Querida vai seguir jogando com o apoio de meros expectadores. Segundo levantamento do site “Transfermark”, o Sampaio tem média de público de 1.770 torcedores, a quarta pior desta edição da Série B.

VEJA MAIS 

Cruzeiro se impõe e vence o Sampaio pela Série B

Condé comemora público, mas cobra mais apoio: "esperança ainda de ver o Castelão cheio"

Gabriel Poveda manda 'recadinho' para torcida: "acreditem mais na gente"

Mesmo com preços mais baixos dos ingressos, promoções para facilitar o acesso ao estádio, e até pedidos de jogadores, direção do clube e técnico, a torcida do Sampaio Corrêa não tem comparecido em massa nos jogos da equipe no Castelão. Por exemplo, nas duas partidas que venceu no Castelão, o Sampaio jogou para um público menor do que 3 mil pessoas.

Na vitória por 3 x 1 sobre o Brusque, na 3ª rodada, o público foi de 1.170 pagantes, para uma renda bruta de 11.229,00, a terceira menor do campeonato inteiro. Nessa partida, o clube teve mais de 17 mil de prejuízos com os custos do evento. No outro triunfo que tem em casa, sobre o Vila Nova, 2 x 0, na 7ª jornada, a equipe treinada por Léo Condé atuou sob o olhar de 2.562 torcedores, 1.762 pagantes, com uma renda de pouco mais de R$ 21 mil.

Para se ter uma ideia da pouca presença de torcedores, segundo o levantamento do “Transfermark”, o Sampaio tem uma ocupação de apenas 4% do seu estádio, que cabe pouco mais de 40 mil torcedores.

O Sampaio Corrêa só supera as médias de púbico de Londrina (1.384 torcedores), Novorizontino (1.355) e Brusque (1.138).

Com oito pontos, na 12ª posição, o Sampaio Corrêa volta a jogar pela Série B no próximo sábado (28), às 19h, no estádio Castelão, em São Luís, pela 9ª rodada. Resta saber se, desta vez, o apoio da massa tricolor vai ser maior. Essa partida terá transmissão da rádio Mirante AM e cobertura completa do Imirante.com.

4 melhores e 4 piores médias de público da Série B – 2022

1º - Grêmio - 20.848 torcedores / 3 jogos em casa

2º - Vasco - 15.551 torcedores / 4 jogos em casa

3º - Cruzeiro - 18.340 torcedores / 3 jogos em casa

4º - Bahia - 12.871 torcedores / 3 jogos em casa

--------

17º - Sampaio Corrêa - 1770 torcedores / 4 jogos em casa

18º - Londrina - 1.384 torcedores / 4 jogos em casa

19º - Novorizontino - 1.355 torcedores / 4 jogos em casa

20º - Brusque - 1.138 torcedores / 3 jogos em ca

 

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.