Último adeus

Corpo do babalorixá Bita do Barão é velado no Palácio Iansã, em Codó

Familiares, amigos e religiosos se despedem do líder umbandista mais conhecido do Brasil.
Imirante.com18/04/2019 às 22h30

CODÓ - Sob forte comoção, o corpo do líder umbandista mais conhecido do Brasil, Bita do Barão, é velado na noite desta quinta-feira (18), na Tenda Espirita de Umbanda Rainha de Iemanjá Palácio de Iansã Bita do Barão, em Codó.

Assista ao vídeo:

Leia também: “Referência”, “ícone”, “líder”: veja repercussão da morte de Bita do Barão

Morte do babalorixá Bita do Barão é confirmada pela família

Federação de Umbanda e Astro de Ogum lamentam morte de Bita do Barão

Em estado grave, Bita do Barão é liberado para ficar com a família

Seguindo as tradições da religião de matrizes africanas, o corpo do babalorixá seguirá o ritual Umbandista. Segundo informações do médium Thiago Tertuliano, o ritual começará ao amanhecer e seguirá por alguns dias.

Corpo de Bita do Barão é recebido sob muita comoção, em Codó. (Foto: Divulgação)

O corpo será enterrado no Cemitério Central, em data a ser definida pela família do religioso.

Repercussão

A morte de Bita do Barão foi confirmada pela família na tarde desta quinta-feira (18), na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), de um hospital em Teresina (PI), depois de 10 dias de internação por causa de problemas renais e infecção pulmonar.

Diversos políticos e entidades religiosas lamentaram a morte do babalorixá por meio de notas e nas redes sociais. "Bita do Barão será sempre para o Maranhão e para o mundo uma referência de preservação do culto e religião de matrizes africanas", escreveu a ex-governadora do Maranhão, Roseana Sarney.

"A Umbanda perde um dos seus maiores filhos nesta quinta feira santa", lamentou o vereador e pai de santo Astro de Ogum (PR).

"O Governo do Maranhão se solidariza com a família e com as lideranças religiosas dos cultos afros", escreveu em nota o Governo do Maranhão, através da Secretaria de Estado da Igualdade Racial (SEIR).

Bita do Barão

Líder umbandista, Bita do Barão morre aos 86 anos. (Foto: Reprodução / Redes Sociais)

Wilson Nonato de Souza, o Bita do Barão, era o babalorixá mais conhecido do Brasil e tinha 86 anos de idade cronológica. Bita morava na cidade de Codó, no Palácio de Iansã, onde recebia diversas pessoas, muitas delas influentes, como políticos e famosos.

No palácio, Bita do Barão realizava rituais de incorporação, consultas, entre outras atividades ligadas à Umbanda. Médium desde a juventude, Wilson Nonato recebeu o apelido de Bita, porque era agitado como um bode e, na linguagem do interior do Maranhão, bita significa bode. Já o barão, é uma referência ao Barão de Guaré, a entidade que o pai de santo recebia.

Em 1954, Bita do Barão fundou sua Tenda Espírita de Umbanda, Rainha Iemanjá, que recebeu personalidades, entre políticos e artistas.

Seu poder aquisitivo também cresceu e, na cidade de Codó, ele mantém projetos sociais, além de festas religiosas que atraem pessoas do mundo todo.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.