Sobrevivente

Bombeiros encontram criança perdida há dois dias em mata fechada

Daniel da Rocha Santos, de apenas três anos, passou dois dias dentro do mato, após desaparecer no povoado de Caxirimbu, na zona rural de Caxias.
Liliane Cutrim/Imirante.com12/03/2019 às 16h46

CAXIAS – Na manhã desta terça-feira (12), o Corpo de Bombeiros do Maranhão conseguiu localizar e resgatar o menino Daniel da Rocha Santos, de três anos de idade, que estava desaparecido desde a manhã de domingo (10), na cidade de Caxias.

Daniel da Rocha Santos estava desaparecido desde a manhã de domingo (10). / Foto: Reprodução/TV Mirante.

A criança foi achada em uma região de mato, por volta das 10 horas desta terça. O resgate do menino foi feito pelo tenente Esdras do Corpo de Bombeiros, que estava a bordo da aeronave do Centro Tático Aéreo, realizando as buscas na aérea, e foi comunicado, por telefone, sobre o local aonde o menino Daniel havia sido encontrado.

Daniel da Rocha Santos estava desaparecido desde a manhã de domingo (10). / Foto: Divulgação/CBMMA.

“O garoto estava com algumas escoriações e aparentemente debilitado, procuramos hidratá-lo e aquecê-lo. Eu, o soldado Gaspar e uma enfermeira civil, que também se encontrava a bordo da aeronave, realizamos a avaliação inicial e prestamos os primeiros atendimentos ao menino. Depois de tanto tempo de buscas, foi incrível encontrar a criança, ela foi muito resistente. Quero agradecer imensamente a Deus, e a todos os componentes da operação, em nenhum momento nós perdemos a esperança de encontrá-lo vivo”, declarou o tenente Esdras do CBMMA.

Veja imagens do menino resgatado​

Entenda o caso

Por volta das 11h de domingo, o menino estava na companhia da avó, identificada como Maria de Lourdes, quando desapareceu em uma área de mata, no povoado de Caxirimbu, na zona rural de Caxias, a aproximadamente 410 quilômetros de São Luís. Segundo Maria de Lourdes, a criança sumiu em um momento de descuido, enquanto ela lavava roupa.

“O que deu na minha cabeça foi que ele correu para o poço. Depois que esgotou tudo, que os meninos olharam foi que eu perdi o controle. Em tendência de minutos, segundos. Eu estava aqui colocando a roupa de molho e eu chamei três vezes “Niel, Niel, Niel” e ele não falou”, disse Maria de Lourdes em entrevista para a TV Mirante.

Após o sumiço de Daniel, cerca de 200 pessoas, entre Bombeiros civis e militares, policiais militares e pessoas da comunidade, se mobilizaram para encontrar o menino, desde o fim da manhã de domingo. As equipes percorreram uma área de mata fechada, 20 km distante do ponto em o garoto desapareceu, mas a criança só foi encontrada nesta terça, 48h depois do desaparecimento.

Daniel da Rocha Santos estava desaparecido desde a manhã de domingo (10). / Foto: Divulgação/CBMMA.

Segundo o comandante do 5º Batalhão de Bombeiros Militar, major Hérisson Mouzinho, havia um receio de que o menino, de apenas 3 anos, pudesse não resistir a tantas horas de frio e de fome, dentro do mato. Mas Daniel da Rocha Santos foi muito resistente às adversidades que enfrentou.


Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.