Investigação

Mãe de bebê desaparecido em Belágua aponta participação do marido no crime

Pai, tia e avô do menino Jonhatan estão presos; polícia tenta descobrir para onde bebê foi levado.
Imirante.com27/06/2019 às 20h00
Mãe de bebê desaparecido em Belágua aponta participação do marido no crimeJonhatan Alves dos Santos está desaparecido desde a última sexta-feira (21). (Divulgação)

BELÁGUA – A mãe do bebê Jonhatan Alves dos Santos, que está desaparecido desde a última sexta-feira (21), em Belágua, apontou participação do pai, da tia e do avô da criança no crime. A mulher, que não teve sua identidade revelada e prestou depoimento à Polícia Civil nesta quinta-feira (27), disse ainda que os três suspeitos entregaram o bebê para outra família. Tadeu Nascimento dos Santos, pai de Jonhatan, teve sua prisão temporária decretada na quinta-feira (26), junto com Marilene Nascimento dos Santos, tia da criança, e Raimundo Alves dos Santos, avô paterno do bebê.

Leia também:

Pai, avô e tia de criança desaparecida são presos em Belágua

Bebê estava em rede quando desapareceu; polícia faz buscas

Paradeiro de bebê desaparecido em Belágua ainda é desconhecido

De acordo com o delegado Armando Pacheco, superintendente da Polícia Civil do Interior, a mãe do bebê Jonhatan já tinha prestado um depoimento, onde negou participação dela ou da família no sumiço da criança, mas, depois de conversa com o pai, a mulher procurou a polícia e relatou que teria sido ameaçada pela família de Tadeu a doar o filho. A mãe do bebê afirma que o suspeito não queria ter o filho e a pressionava para que não tivesse a criança. Além disso, a mulher diz que foi dopada na noite do crime e, por isso, não conseguiu ver o momento em que a criança foi levada de casa.

“Por conta dessas contradições nos depoimentos, juntamos todos esses elementos de prova e pedimos a prisão temporária dos três, o pai, a irmã e o avô paterno. Nós acreditamos que eles participaram dessa trama que possa ter culminado na doação da criança”, disse Armando Pacheco, em entrevista à TV Mirante.

O envolvimento de familiares no desaparecimento do bebê Jonhatan foi apontado desde o início das investigações. Além de apontar a dificuldade do rapto de uma criança em uma residência onde moravam 10 pessoas, os policiais também apuraram o interesse da família em doar o bebê. Para o delegado Armando Pacheco, além de esclarecer as circunstâncias do desaparecimento, o principal objetivo da Polícia Civil é tentar descobrir para onde o bebê de dois meses foi levado.

Entenda o caso

Um bebê de apenas dois meses está desaparecido desde a última sexta-feira (21), em Belágua, a 279km de São Luís. O paradeiro do bebê, identificado como Jonhatan Alves dos Santos, ainda é desconhecido e vem intrigando a população do município.

Informações preliminares apontam que a criança sumiu enquanto estava deitada em uma rede na casa dos seus próprios pais. De acordo com testemunhas, um casal foi visto carregando um bebê em uma motocicleta. A polícia, assim como os moradores, seguem mobilizados na busca por informações do paradeiro do pequeno Jonhatan.

Em pronunciamento após protesto na noite de domingo (23), equipes do Corpo de Bombeiros do Maranhão, da Polícia Militar e da Polícia Civil, informaram que nenhuma hipótese está sendo descartada e pediram cautela dos moradores, de forma a contribuírem com as investigações do caso.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.