Omissão

Médico é demitido da UPA de Açailândia por suspeita de negligência

Denúncia foi feita pelas redes sociais; se confirmada a omissão, o médico deverá responder criminalmente.
Angra Nascimento / Imirante.com22/09/2020 às 22h41
Médico é demitido da UPA de Açailândia por suspeita de negligênciaCaso de negligência aconteceu na Unidade de Pronto Atendimento de Açailândia. (Reprodução / TV Mirante)

AÇAILÂNDIA - Um médico, identificado como Claudio Roberto Silva Sousa, que trabalhava na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Açailândia, a 562km de São Luís, foi demitido após um áudio em que ele estaria negando atendimento ter vazado na segunda-feira (21). O áudio denuncia, ainda, atitude homofóbica e sugestão de agiotagem.

A Procuradoria do Município abriu sindicância para apurar a conduta do médico e se também houve negligência de outros servidores na unidade de saúde, quando o médico estava de plantão. Se confirmada a omissão, o médico deverá responder criminalmente.

No áudio atribuído a Claudio Roberto, há palavrões e incitação de omissão a atendimento, homofobia e agiotagem. Além disso, o médico afirma que costuma omitir atendimento quando está de plantão, toda segunda-feira.

Na UPA, o médico Claudio Roberto trabalhava sob regime de prestação de serviços para a rede municipal de saúde. Logo que o áudio vazou, a Secretária Municipal de Saúde convocou uma reunião, onde foi decidido afastar o médico. Ele assinou a ata da reunião e não teria negado a autoria do áudio.

Em entrevista à TV Mirante, por telefone, o médico disse que estava sob efeito de remédios no momento em que enviou os áudios num grupo de aplicativo de mensagens. Disse, ainda, que as falas não se atribuem a real conduta dele como profissional e que os áudios foram gravados há uma semana, quando ele não estava no local de trabalho.

Claudio Roberto disse, também, que conversou com o secretário de Saúde de Açailândia e com a diretora da UPA, pedindo desculpas pelo episódio.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.