Com funcionários de empresa envolvidos

Presa quadrilha que roubava cargas de cigarro no interior do Maranhão

Os criminosos deram um prejuízo de quase R$ 3 três milhões à empresa Sousa Cruz.
Imirante.com 27/07/2017 às 18h00
Foram presos: Raimundo Ferreira Barros Júnior, Aleciano Dia dos Santos Reis, Raimundo Ferreira Barros, Leôncio de Cássio de Oliveira Silva, Gilberto Raimundo de Farias, André Fernando Nunes Pimentel e Francisco Oliveira Lima Filho. (Foto: Divulgação/Seic)

MARANHÃO - A Polícia Civil do Maranhão, por meio da Superintendência Estadual de Investigações Criminais (Seic), com apoio das delegacias regionais de Grajaú, Itapecuru e Santa Inês, realizou nessa quarta-feira (26), uma operação policial no sentido de cumprir oito mandados de prisão preventiva contra integrantes de uma quadrilha especializada em roubos de cargas de cigarro.

Segundo a Polícia Civil, após seis meses de investigações realizadas pelo Departamento de Combate ao Roubo de Cargas da Seic, foi possível concluir que a referida organização criminosa era liderada por Raimundo Ferreira Barros, conhecido como “Neto de Davinópolis”.

As investigações apontaram, ainda, que o grupo realizou mais de 10 assaltos a veículos com cargas de cigarros da empresa Sousa Cruz, acumulando um prejuízo de aproximadamente R$ 3 três milhões. Um dos métodos usados pela quadrilha consistia em cooptar funcionários da empresa Sousa Cruz, os quais facilitavam o roubo das mercadorias.

Na operação foram presos:

1 - Raimundo Ferreira Barros, conhecido como Neto de Davinopolis;

2 - Raimundo Ferreira Barros Júnior, conhecido como Jr.;

3 - Aleciano Dia dos Santos Reis;

4 - Gilberto Raimundo de Farias;

5 - Francisco Oliveira Lima Filho-, conhecido como “Lourinho”, funcionário da empresa Sousa Cruz;

6 - André Fernando Nunes Pimentel, funcionário da empresa Sousa Cruz;

7 - Leôncio de Cássio de Oliveira Silva, funcionário da empresa Sousa Cruz.

Em entrevista à rádio Mirante AM, o delegado Augusto Barros da Seic falou sobre a atuação da quadrilha, bem como sobre a prisão dos criminosos. Ouça:

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2017 - Todos os direitos reservados.