IBGE

Vendas no varejo crescem 0,4% no Maranhão no mês de outubro

Os dados são da Pesquisa Mensal de Comércio (PMC) do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), divulgados nesta quarta-feira (8).
Imirante.com, com informações do IBGE08/12/2021 às 19h05
Vendas no varejo crescem 0,4% no Maranhão no mês de outubro O aumento das vendas foi no comércio varejista não ampliado, em que ficam de fora o comércio de veículos/motos/partes/peças e o de material de construção. (Foto: De Jesus/O Estado)

SÃO LUÍS - As vendas no varejo no Maranhão tiveram um crescimento de 0,4% no mês de outubro, em comparação com o mês de setembro, em que teve queda de -2,8%. Os dados são da Pesquisa Mensal de Comércio (PMC) do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), divulgados nesta quarta-feira (8).

O aumento das vendas foi no comércio varejista não ampliado, em que ficam de fora o comércio de veículos/motos/partes/peças e o de material de construção.

Outubro foi o sexto mês do ano que o Maranhão registrou uma variação positiva no movimento das vendas, em termos reais, sendo que nos últimos meses, vem alternando movimentos de alta e baixa.

Já o Brasil registrou queda de -0,1% nas vendas de outubro. No país, os três últimos meses registraram diminuição no volume de venda, embora as taxas apontem para uma volta ao aumento das vendas.

Quanto a média móvel trimestral do comércio varejista não ampliado, no Maranhão ela ficou em -0,5%, já a do Brasil foi mais intensa negativamente com -1,8%.

Das 27 Unidades da Federação (UFs), em 17 houve aumento no volume de venda do comércio varejista não ampliado, sendo que as maiores altas foram detectadas no Acre (3,0%), e em Rondônia e Alagoas, ambas as últimas com taxa positiva de 2,4%. Na contramão, com os maiores recuos no volume de vendas em outubro frente a setembro, foram estimadas para Rio de Janeiro (-2,2%), Roraima (-2,3%) e Amapá (-2,8%).

Já em relação ao comércio varejista ampliado, que inclui os setores de veículos/motos/partes/peças e material de construção, no Maranhão houve diminuição no volume de vendas na ordem de 0,1%, sendo esse recuo menos intenso do que o detectado para o caso do Brasil: -0,9%. É o quinto mês consecutivo de recuo no volume de vendas do comércio varejista ampliado no Maranhão. Quanto ao Brasil, trata-se do terceiro mês consecutivo de diminuição no volume de vendas.

Com esses números, o Maranhão acumulou, nesses cinco últimos meses, uma perda de 4,4% no volume de vendas no comércio varejista ampliado. O Brasil, nesses três meses consecutivos de diminuição no volume de vendas, acumulou uma queda no volume de vendas na ordem de 5,0%.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

Selo IVC
© 2019 - Todos os direitos reservados.