Prisão

Após matarem motorista de ônibus em São Luís, suspeitos são presos e confessam o crime

Segundo a polícia, os criminosos mataram o motorista por ele não ter parado o veículo durante o assalto.
Imirante.com20/09/2020 às 12h16
Após matarem motorista de ônibus em São Luís, suspeitos são presos e confessam o crimeMotorista foi morto durante assalto a ônibus na avenida Jerônimo de Albuquerque, em São Luís. (Foto: divulgação)

SÃO LUÍS - Dois suspeitos de terem matado o motorista de ônibus, identificado como Francisco Carlos da Silva Texeira, na noite desse sábado (19), durante assalto a coletivo em que a vítima trabalhava, foram presos pela polícia ainda na noite do crime.

A ação criminosa foi registrada em um ônibus que fazia a linha Bequimão-Ipase, na avenida Jerônimo de Albuquerque, próximo ao elevado da Cohama, em São Luís.

Segundo informações da Polícia Militar (PM), diante do crime, todas as viaturas da capital foram acionadas, via Centro Integrado de Operações de Segurança (Ciops), que repassou as características dos suspeitos de terem assaltado o ônibus e matado o motorista.

Ainda de acordo com a PM, após o crime, os militares do 8º Batalhão de Polícia Militar (8ºBPM) receberam a informação de que um dos suspeitos da ação criminosa estaria na rua 25 de Maio, no bairro Recanto dos Vinhais. Imediatamente, os policiais se deslocaram até o endereço e encontraram um indivíduo, em atitude suspeita, com manchas de sangue pelo corpo. O suspeito não soube explicar a procedência das manchas e foi levado à Delegacia de Homicídios.

Também segundo a PM, na delegacia, o suspeito foi reconhecido pelas testemunhas, confessou a autoria do crime e indicou quem seria seu comparsa, além do endereço dele. O segundo suspeito foi preso por policiais militares do 20ºBPM, que não informaram o endereço do indivíduo.

A polícia revelou que os dois suspeitos são moradores do residencial João do Vale, no bairro da Aurora, em São Luís. Ambos foram apresentados na Delegacia de Homicídios, que conduzirá as investigações.

O crime

De acordo com o delegado Lúcio Reis, da Superintendência de Homicídios e Proteção à Pessoa (SHPP), os dois assaltantes anunciaram o assalto e, quando se aproximavam do elevado da Cohama, pediram ao motorista que parasse o veículo. O motorista se negou a parar, então eles pularam a catraca, para a parte dianteira do veículo, e efetuaram vários disparos, um deles atingiu a cabeça da vítima, que ficou caída, já sem vida, sobre a tampa do motor.

Paralisação

Já na manhã deste domingo (20), os rodoviários da capital maranhense realizaram uma paralisação, como forma de protesto, pela morte do motorista, e cobrança por mais segurança aos profissionais do sistema de transporte público de São Luís e Região Metropolitana.

Logo cedo, muitos ônibus estavam parados na região central de São Luís. Uma longa fila de coletivos foi registrada da região do Anel Viário, passando pela rua das Cajazeiras, até o Parque do Bom Menino. Os passageiros precisaram interromper a viagem e procurarem outros meios para seguirem seus trajetos.

A paralisação foi promovida pelo Sindicato dos Trabalhadores em Transporte Rodoviários do Maranhão (Sttrema).

Leia, na íntegra, a nota do Sttrema:

"O Sindicato dos Rodoviários do Maranhão informa que desde as primeiras horas desse domingo (20), todas as linhas de ônibus operadas no sistema de transporte público em São Luís, estão paralisadas, em razão do crime que resultou na morte de um Rodoviário da empresa Ratrans, durante o exercício da atividade na noite deste sábado.

O protesto liderado pela entidade, tem um único propósito, exigir dos órgãos de segurança pública do Estado, que garantam maior proteção aos trabalhadores do sistema, que de fato, estão colocando a vida em risco.

Os ônibus que deixaram as garagens nesta manhã, estão sendo parados no centro da capital, por diretores e o Presidente do Sindicato dos Rodoviários, Marcelo Brito, até se tenha uma definição de medidas, para que problema da violência no transporte público da cidade, seja efetivamente combatido.

Ascom Sind. Rodoviários - MA"

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.