Alerta!

Maranhão registra aumento de 46% em ocorrências de falta de luz por queimadas

No primeiro semestre de 2020, foram registradas mais de 170 ocorrências de incêndios perto da rede elétrica.
Imirante.com, com informações da Assessoria04/08/2020 às 08h28

SÃO LUÍS - No primeiro semestre de 2020, foram registradas mais de 170 ocorrências de incêndios e queimadas próximas à rede elétrica no Maranhão. Essas ocorrências resultaram em falta de energia elétrica em diversos lares. Somente no mês de junho deste ano, 32.275 famílias tiveram seu fornecimento de energia interrompido por conta de queimadas que atingiram a rede elétrica.

Apesar do volume de ocorrências ser baixo, a quantidade de interrompimentos devido a incêndios foi de 40.000 neste primeiro semestre, o que representa um aumento de 46% em relação a 2019, ano em que foram registrados 27.309 ocorrências de falta de energia entre os meses de janeiro e junho com a mesma causa.

São Luís lidera o ranking com 51 ocorrências registradas, Imperatriz fica logo atrás com 35 casos e Bacabal com 14.

Ranking dos municípios que registraram maiores índices de acidentes envolvendo fogo em 2020

Arte: Reprodução

Ao contrário de outras regiões do Brasil, o Nordeste registra altas temperaturas o ano inteiro. No Maranhão, o mês de julho é marcado pelo início do período de estiagem, o que pode ocasionar um aumento nos incidentes com queimadas, que além de oferecer perigo aos moradores, também pode interromper o fornecimento de energia na região.Devido à baixa umidade do ar e o tempo seco, as queimadas se tonam bastante comuns esse período do ano. Segundo o boletim de monitoramento de queimadas realizado pela Secretária de Estado do Meio Ambiente e Recursos Naturais (Sema), entre os dias 16 e 30 de junho deste ano, foram registrados 559 focos de incêndios no Maranhão, sendo que 88,6% das ocorrências se deram somente na região do Cerrado, área que tem uma vasta quantidade de vegetação.

Veja algumas orientações importantes para evitar as queimadas:

- Tenha atenção ao descartar fósforos e bitucas de cigarro, pois uma pequena faísca pode provocar um grande incêndio;
- Não acenda velas nem fogueiras próximos à vegetação mais seca;
- Não faça queimadas para limpar pastagens ou plantio agrícola;
- Procure fazer “aceiros” no terreno, eles ajudam a controlar o fogo em caso de acidentes.

Ao presenciar riscos de incêndios próximos da rede elétrica, a população deve imediatamente entrar em contato com o corpo de bombeiros e com a Equatorial Maranhão pela central 116.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.