Em São Luís

Laudo da Defesa Civil determina interdição total do Terminal da Praia Grande

A interdição do Termina da Praia Grande terá início a meia noite desta terça-feira (22), segundo determina auto de interdição.
Imirante.com21/10/2019 às 19h17
O Terminal de Integração da Praia grande foi construído em 1996. Foto: Reprodução.

SÃO LUÍS - Um laudo da Coordenadoria de Proteção e Defesa Civil do Estado do Maranhão (CEPDECMA), expedido nesta segunda-feira (21), determina a interdição total do Terminal de Integração da Praia Grande, no Centro de São Luís.

De acordo com o laudo, existe o risco iminente de desabamento e incêndio no local. Ainda segundo a Defesa Civil, existem danos aparentes no sistema estrutural, nas coberturas, no sistema elétrico, no sistema de prevenção contra incêndio e pânico.

A interdição do Termina da Praia Grande terá início a meia noite desta terça-feira (22), segundo determina auto de interdição da Defesa Civil.

Auto da Coordenadoria de Proteção e Defesa Civil do Estado do Maranhão (CEPDECMA). Foto: Reprodução

O Imirante.com contatou o Município sobre a interdição. Em nota, a Prefeitura esclareceu que, por força de contrato assinado após o processo de licitação de transporte urbano da capital maranhense, os consórcios vencedores e que operam o serviço são inteiramente responsáveis pela realização de reformas estruturais e manutenção dos terminais de integração da capital. No caso do Terminal da Praia Grande, a competência pela administração e, consequentemente pela reforma e manutenção, é dos consórcios Ratrans, Taguatur e Central.

A Prefeitura esclareceu, ainda, que a Vara dos Direitos Difusos e Coletivos, atendendo a pedido da Procuradoria Geral do Município (PGM), determinou, no mês de setembro de 2019, que as empresas consorciadas, no prazo de 120 dias, fizessem as reformas e adequações necessárias nos terminais da capital, a fim de sanar as irregularidades constatadas no laudo da vistoria feita pela Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes (SMTT).

Por fim, informou que o Tribunal de Justiça do Maranhão, por sua vez, confirmou que os consórcios são responsáveis pela reforma e manutenção dos terminais e determinou o cumprimento da decisão da Vara de Interesses Difusos e Coletivos.

Criação do Terminal da Praia grande:

O Terminal de Integração da Praia Grande foi construído em 1996 para facilitar o deslocamento da população de São Luís. Além do mais antigo da cidade, o terminal é um dos que registra o maior fluxo diário de passageiros, recebendo uma média de 100 mil pessoas todos os dias.

Interdição anterior:

Uma inspeção realizada no Terminal de Integração da Praia Grande, Centro, na manhã da última sexta-feira (18), pela Promotoria de Justiça de Defesa do Consumidor, Coordenadoria Estadual de Proteção e Defesa Civil do Maranhão (Cepdecma) e Corpo de Bombeiros, constatou uma série de problemas estruturais no espaço, que terá pelo menos duas plataformas interditadas nos próximos dias. Além dos buracos, constantemente denunciados pela população que frequenta o terminal, pilares deteriorados, piso danificado e cobertura inapropriada ameaçam a integridade de quem embarca e desembarca em um dos terminais mais movimentados de São Luís.

Uma inspeção foi realizada na semana passada no Terminal da Praia Grande.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.