Ataque nas redes sociais

UFMA se pronuncia sobre caso de professora que vem sofrendo ameaça nas redes sociais

Universidade informou que adotou imediatas providências no sentido de proteção e apoio institucional à professora.
Imirante.com / com informações da UFMA24/02/2019 às 09h37
UFMA se pronuncia sobre caso de professora que vem sofrendo ameaça nas redes sociaisEm depressão pela agressão, professora começou a se automutilar. (Foto: divulgação)

SÃO LUÍS - A Universidade Federal do Maranhão (UFMA) se pronunciou nesse sábado (23), por meio de nota, sobre o caso da professora da instituição, do campus de Grajaú, que vem sofrendo ameaças e assédios via aplicativo de mensagens.

A manifestação da UFMA, veio após uma matéria do jornal O Estado do Maranhão, que também foi publicada no Imirante.com, no sábado (23).

Entenda o caso: Professora da UFMA sofre ataques nas redes sociais

O caso ganhou repercussão nas redes sociais. Por conta dos ataques sofridos, a professora entrou em um quadro de depressão e começou a se automutilar.

Confira a nota na íntegra:

"A Universidade Federal do Maranhão comunica que, ao tomar conhecimento da circulação de agressões morais, em mídias sociais, contra uma de suas docentes, adotou imediatas providências no sentido de proteção e apoio institucional à professora.

A UFMA ratifica, ainda, que todas as pessoas devem ter a garantia de viver dignamente. Portanto, toda e qualquer violência no campo físico, moral, psíquico, social e cultural são inaceitáveis e veementemente repudiadas por esta Universidade."

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.