LInchamento

Polícia solicita prisão de envolvidos em linchamento

De acordo com o titular da Delegacia de Homicídios, a participação foi constatada após os exames complementares.
Imirante.com, com informações da SSP13/08/2015 às 15h53

SÃO LLUÍS - A Delegacia de Homicídios de São Luís finalizou, nesta quinta-feira (13), o inquérito policial que aponta oito pessoas indiciadas por envolvimento no homicídio triplamente qualificado de Cleidenilson Pereira da Silva. A vítima foi atingida com golpes de garrafa no braço e cabeça, e, ainda, por um golpe com um gargalho de garrafa.

Foram ouvidas quinze pessoas após os exames complementares, e dentre elas, o delegado representou pela prisão preventiva de oito pessoas que participaram da ação criminosa por meio incendioso.

De acordo com o titular da Delegacia de Homicídios, Guilherme de Sousa Filho, a participação foi constatada após os exames complementares, e os suspeitos estão sendo indiciadas pelo homicídio triplamente qualificado.

“Entre os 15 envolvidos, oito delas foram indiciadas de terem participação no crime. A participação foi constatada após os exames complementares e os suspeitos estão sendo indiciadas pelo homicídio triplamente qualificado, e ainda pela tentativa de homicídio contra um adolescente que acompanhava Cledenilson da Silva. O crime não tem nenhuma relação com linchamento, pois ele foi morto em consequência de um golpe fatal, que foi desferido pelo gargalho de garrafa. O motivo da morte da vítima foi de natureza torpe e cruel”, disse o delegado.

Ainda segundo o delegado, a pena para o crime é de 12 a 30 anos de reclusão pelo homicídio triplamente qualificado.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.