Em Teresina

Acusado de estupros em série e de roubar banco no Maranhão é preso no Piauí

O acusado de diversos estupros foi preso, com mais cinco pessoas, todas suspeitas de roubarem uma agência do Banco Brasil na cidade de Pindaré-Mirim, no Maranhão.
Imirante.com, com informações do G1 PI06/04/2020 às 17h00
Edivan é suspeito de praticar diversos estupros em quatros Estados do Brasil. / Foto: Greco/ Polícia Civil do Piauí.

TERESINA – Na madrugada desta segunda-feira (6), a Polícia Civil do Piauí prendeu um homem, identificado apenas como Edivan, suspeito de praticar diversos estupros em quatros Estados do Brasil. O homem foi preso com mais cinco pessoas, durante a operação do Grupo de Repressão ao Crime Organizado (Greco), no bairro Catarina, na Zona Sul de Teresina. Os seis detidos são suspeitos de roubarem uma agência do Banco Brasil na cidade de Pindaré-Mirim, no Maranhão, no último dia 28 de março.

Relembre o caso: Criminosos explodem e roubam agência bancária em Pindaré-Mirim na madrugada deste sábado

Casos de estupro

Edivan é apontado como autor de vários estupros. Os crimes foram cometidos no: Estado do Pará (19 estupros); na cidade de Araguaína, no Tocantins; em Santa Inês, no Maranhão; e em Pio IX e Teresina, no Piauí, sendo que na capital piauiense, o homem praticou dois estupros em menos de 48h.

Segundo as investigações, Edivan amarrava as vítimas e os familiares delas, antes de cometer os crimes. Além disso, ele forçava a família das vítimas a presenciarem a violência e ainda filmava o crime. A polícia afirma que os vídeos dos crimes ajudaram na identificação das vítimas.

De acordo com a Polícia Civil do Piauí, Edivan era foragido do sistema prisional do Pará, já tendo sido preso em 2015, por ter matado um policial civil do Pará.

Veja, na reportagem do G1 PI, mais detalhes do caso.

Roubo a banco

Além das acusações de estupro e homicídio, Edivan é investigado como um dos seis suspeitos do assalto a uma agência do Banco Brasil na cidade de Pindaré-Mirim, no Maranhão. O crime aconteceu no último dia 28 de março, quando os criminosos explodiram os caixas eletrônicos do banco e levaram uma alta quantia em dinheiro.

Banco Brasil na cidade de Pindaré-Mirim, no Maranhão./ Foto: Divulgação/Redes sociais

Segundo o delegado Armando Pacheco, titular da Superintendência Estadual de Investigações Criminais (Seic) no Maranhão, Edivan foi preso com mais cinco suspeitos no bairro Catarina, na Zona Sul de Teresina.

Cédulas manchadas de tinta de segurança encontradas com os suspeitos. / Foto: Greco/ Polícia Civil do Piauí.

Com o grupo foi encontrado cerca de R$ 140 mil em cédulas manchadas de tinta de segurança de caixas eletrônicos. A polícia também apreendeu com os suspeitos um simulacro de arma de fogo e um revólver com cinco munições intactas.

Material apreendido. / Foto: Greco/ Polícia Civil do Piauí.

Uma equipe da Seic está sendo enviada ao Piauí para interrogar os suspeitos sobre o roubo ao banco.

Veja, na reportagem do G1 PI, mais detalhes do caso.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.