Ato criminoso

Mulher é achada morta com marcas de violência sexual

Uma das linhas de investigação é feminicídio; não há registro de prisão de suspeitos do crime

- Atualizada em 11/10/2022 às 12h15
.
. (assassinato)

Maranhão - Cleia Conceição de Oliveira, de 41 anos, pode ter sido vítima de crime de feminicídio. Seu corpo foi encontrado ontem, 1º, em uma área de matagal, no Campo da Morada Nova, em Santa Helena, com sinais de violência no pescoço e marcas de violência sexual.

O caso é investigado pela Polícia Civil e até a tarde de quarta-feira, 1º, não havia registro de prisão de suspeitos. O delegado Allan Delta declarou que uma das linhas do trabalho investigativo é feminicídio, mas ainda estão sendo ouvidas testemunhas e esperando resultado de exames periciais.

A vítima residia no bairro Vila São Pedro, no município de Turilândia, e testemunhas disseram para a polícia que ela tinha sido vista pela última vez com vida na tarde de terça-feira, 31, na companhia de uma pessoa de nome não revelado.

Achado
Um mototaxista, ao passar ontem pelo Campo da Morada Nova encontrou o corpo de Cleia de Oliveira e acionou de imediato a Polícia Militar. O local foi isolado. A vítima estava despida e com as pernas abertas.

O pescoço da vítima apresentava marcas roxas e, segundo a polícia, havia a possibilidade de ela ter sofrido violência sexual. O corpo foi removido pela ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e levado ao hospital da cidade, para ser autopsiado. O resultado do exame pericial vai ser encaminhado durante esta semana para a equipe da Delegacia de Polícia Civil de Santa Helena.

Outra ocorrência
Na cidade de Trizidela do Vale ocorreu uma tentativa de feminicídio, na noite do último dia 31. De acordo com a polícia, Reginaldo de Castro foi preso após desferir golpes de facão na ex-namorada e no filho dela, no bairro Baixada.

Ainda segundo a polícia, há 20 dias Reginaldo de Castro começou a namorar com a vítima, mas, em razão do comportamento agressivo, ciumento e possessivo, o relacionamento terminou em menos de 10 dias. Inconformado com o fim da relação, ele desferiu golpes de facão na ex-companheira e no filho dela.

As vítimas foram levadas para o hospital da cidade onde passaram por procedimentos cirúrgico, enquanto o suspeito foi preso por uma guarnição da Polícia Militar e apresentado na Delegacia Regional de Pedreiras. As vítimas continuam internadas, mas não correm mais risco de morte.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.