Política | Em resposta

Flávio Dino diz que quem defende fuzil "não é de Deus"

Segundo o governador, arma não deveria servir "para dar tiro na cabeça alheia". Após a citação, que sucedeu à uma referência bíblica, Flávio Dino foi aplaudido por apoiadores
Thiago Bastos / O Estado 28/08/2021 às 16h35
Flávio Dino diz que quem defende fuzil "não é de Deus" Governador deu declaração durante agenda em Barreirinhas (Divulgação Governo do Maranhão)

O governador do Maranhão, Flávio Dino (PSB), disse em agenda cumprida na cidade de Barreirinhas na manhã deste sábado, dia 28, que "quem é de Deus não defende fuzil".

A frase foi uma espécie de resposta à declaração feita pelo presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido) que, a apoiadores há alguns dias, disse que "povo armado jamais será escravizado e que quem quer não quer comprar fuzil, não deveria encher o saco de quem quer".

Segundo o governador, arma não deveria servir "para dar tiro na cabeça alheia". Após a citação, que sucedeu à uma referência bíblica, Flávio Dino foi aplaudido por apoiadores.

O governador é considerado um dos críticos mais vorazes de Bolsonaro e sempre aproveita agendas públicas para rebater a declarações consideradas fortes do presidente da República. Bolsonaro, por sua vez, evita responder às críticas quase sempre.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte