Garantia da Lei e da Ordem

Bolsonaro e Guedes autorizaram nova GLO na Amazônia, afirma Mourão

Mourão disse que agora precisa definir qual será a área de operações, que ainda não foi definida

Estadão Conteúdo

- Atualizada em 11/10/2022 às 12h16
Novo decreto de Garantia da Lei e da Ordem pretende combater desmatamentos
Novo decreto de Garantia da Lei e da Ordem pretende combater desmatamentos (hamilton mourão)

BRASÍLIA - O vice-presidente Hamilton Mourão afirmou nesta sexta-feira, 11, que o presidente Jair Bolsonaro e o ministro da Economia, Paulo Guedes, autorizaram a realização de uma nova operação com militares das Forças Armadas para combater crimes ambientais na Amazônia. De acordo com o vice, foram liberados R$ 50 milhões para a operação de Garantia da Lei e da Ordem (GLO) na região. A ação foi necessária por causa do aumento no desmatamento na região.

Mourão disse que agora precisa definir qual será a área de operações, que ainda não foi definida. Segundo o vice, o local ainda não foi escolhido porque é preciso estudar qual é o melhor lugar para "atacar em massa" o problema. De acordo com ele, a operação, que deve durar dois meses e ter início na próxima semana.

Mourão espera apenas se reunir com o Ibama e o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), pois, de acordo com o vice-presidente, é necessário que os órgãos "cheguem junto" para a operação ter sucesso. Contudo, ele avaliou que a GLO pode ser insuficiente para sanar o problema e não descartou a possibilidade de haver ação após o período determinado. "Mas tudo depende de recurso", concluiu.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.