O Mundo | Acusação

Polônia aperta o cerco contra historiadores do Holocausto

Condenação de dois pesquisadores e interrogatório de jornalista desencadearam protestos de organizações internacionais que investigam a Segunda Guerra Mundial
13/02/2021

MADRI - A História da Segunda Guerra Mundial na Polônia, especialmente da perseguição aos judeus por seus vizinhos católicos, continua com muitas lacunas sombrias, em especial por ser um campo de pesquisa recente, no qual só foi possível avançar com amplo acesso às testemunhas e documentos após a queda do regime comunista em 1989. No entanto, o governo do partido ultranacionalista Lei e Justiça (PiS), no poder desde 2015, lançou uma ofensiva legislativa contra a investigação independente, culminando, primeiramente, na condenação contra dois pesquisadores, na terça-feira, e no interrogatório de um jornalista pela polícia.

Para continuar aproveitando o conteúdo de O Estado faça seu login ou assine.

Já sou assinante

entrar

Ainda não sou assinante

Assine agora

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte