Política | Eleições 2020

TRE/MA realiza hoje eleição simulada em Lima Campos

Mesários e eleitores de nove sessões eleitorais do município simularão uma votação com o objetivo de averiguar plano sanitário no processo de votação; 2.059 eleitores poderão participar da simulação
16/10/2020


O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) do Maranhão vai realizar hoje eleição simulada na cidade de Lima Campos. A ideia é verificar como será a votação com a adoção de medidas sanitárias previstas para o combate ao novo coronavírus. A eleição ocorre das 7h às 12H em 9 sessões do município.
O objetivo é simular como funcionará o plano de segurança sanitária no processo de votação e avaliar a atuação de eleitores e mesários com estas práticas. Ou seja, o tempo de habilitação e do voto será medido, o que dará noção do tempo que deverá ocorrer no pleito no próximo dia 15 de novembro em todo o estado.
Para esta eleição simulada, somente os 2.059 eleitores das 9 seções eleitorais da Unidade Integrada Arthur Azevedo, localizada na Avenida JK, S/N, podem participar, devendo comparecer portando documento de identidade com foto e, de preferência, uma caneta. O uso de máscara também é obrigatório.
Na urna serão escolhidos candidatos fictícios e as dúvidas poderão ser esclarecidas com os servidores do TRE-MA.
O presidente do Tribunal, desembargador Tyrone José Silva, o juiz Artur Gustavo Azevedo do Nascimento (titular da 67ª Zona Eleitoral), o diretor-geral Gustavo Araújo Vilas Boas, o secretário Gualter Lopes (Tecnologia da Informação) e os assessores Luann Matos e Gilson Borges, da Corregedoria, estão entre as autoridades da Justiça Eleitoral que participarão do evento.
Auditoria
A Comissão da Auditoria de Votação Eletrônica do TRE/MA reuniu-se para definir o cronograma de atividades nas Eleições 2020. O grupo, presidido pelo juiz Júlio César Lima Praseres, ex-membro da Corte, e composto pelas servidoras Mariana Herculana, Lúcia Chaves, Jocielma Monteiro, Leana Neves, Valderina Silveira e Roseana Sousa, será responsável pela organização e condução dos trabalhos de auditoria do funcionamento das urnas eletrônicas, com o objetivo de atestar a segurança na captação e contabilização dos votos.
“A finalidade da auditoria é servir de mais um instrumental de garantia à lisura do processo eleitoral”, destacou Júlio Prazeres. Em seguida, os membros da comissão mostraram os procedimentos referentes ao sorteio das seções e à auditoria de funcionamento das urnas eletrônicas e seus sistemas.
A justiça eleitoral realiza dois tipos de auditorias no dia das eleições: a auditoria para verificação das condições normais de uso e a de autenticidade e integridade dos sistemas instalados nas urnas eletrônicas. l

Para continuar aproveitando o conteúdo de O Estado faça seu login ou assine.

Já sou assinante

entrar

Ainda não sou assinante

Assine agora

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte