Política | Eleições 2020

Covid-19: candidatos a prefeito de SL deveriam interromper campanhas

Recomendação é encontrada no protocolo da Organização Mundial de Saúde (OMS)
Gilberto Léda06/10/2020 às 09h34
Covid-19: candidatos a prefeito de SL deveriam interromper campanhasTodos os candidatos tiveram contato com Rubens Pereira Jr dias atrás (Reprodução)

SÃO LUÍS - Todos os candidatos a prefeito de São Luís que ainda não foram infectados pelo novo coronavírus deveriam, pelo menos até o fim desta semana, interromper a campanha eleitoral presencial.

A medida preveniria a propagação da Covid-19 entre eleitores, após a confirmação de que o candidato do PCdoB, Rubens Júnior, fora infectado.

Segundo protocolo da Organização Mundial de Saúde (OMS), qualquer pessoa que manteve contato com o comunista nos últimos dias – e que ainda não havia sido contaminado – também deve respeitar a quarentena.

“As pessoas que estiveram em contato próximo no local de trabalho com pessoas com COVID-19, confirmado em laboratório, devem ficar em quarentena por 14 dias a partir da última vez em que houve contato”, diz um comunicado no site da Organização Pan-Americana de Saúde (Opas/OMS).

Na quinta-feira passada, 1º, Rubens participou de um debate com todos os candidatos a prefeito da capital, num estúdio pequeno, fechado e com ar-condicionado, quando possivelmente já estava com Covid-19. Destes, apenas Yglésio Moyses (Pros) e Carlos Madeira (Solidariedade) já contraíram a doença.

O ideal, segundo a OMS, portanto, seria a interrupção imediata da campanha, testagem de todos os candidatos, determinação de quarentena aos contaminados e liberação de agendas presenciais apenas para quem testar negativo.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte