Vida | Alerta

Óleos essenciais devem ser usados com orientação

O alerta é do Centro Brasileiro de Informação sobre Medicamentos (Cebrim), do Conselho Federal de Farmácia (CFF); o uso excessivo pode ser prejudicial à saúde
15/09/2020

SÃO PAULO-Uma busca rápida na internet e o resultado é uma infinidade de opções, com finalidade para tudo o que se possa imaginar. A sensação é a de que eles servem para tudo, e que só fazem bem! Porém, é fundamental saber que os óleos essenciais, assim como qualquer outro produto para a saúde e o bem-estar, não são inofensivos e, para que surtam os efeitos positivos esperados, somente devem ser utilizados para o que estão indicados e com orientação profissional. O alerta é do Centro Brasileiro de Informação sobre Medicamentos (Cebrim), do Conselho Federal de Farmácia (CFF). Quem fala sobre o assunto é a farmacêutica Carolina Maria Xaubet Olivera, doutora em Ciências Farmacêuticas pela Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto.

Para continuar aproveitando o conteúdo de O Estado faça seu login ou assine.

Já sou assinante

entrar

Ainda não sou assinante

Assine agora

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte