Sucesso

Lives do Arraial Bumba Minha Casa lideram o Trend Topics no Twitter

Despedida ocorreu na sexta-feira, com apresentações dos bois de Morros e Maracanã e show de Mesa de Bar

Nelson Melo / O Estado

- Atualizada em 11/10/2022 às 12h19
Influencer Thaynara OG e o locutor João Marcus apresentam live
Influencer Thaynara OG e o locutor João Marcus apresentam live (bumba minha arraial)

SÃO LUÍS - Devido à pandemia da Covid-19, as festas juninas foram canceladas no Maranhão, para evitar aglomerações, como medida de distanciamento social. Mas a população não ficou sem os arraiais, pois o Grupo Mirante, com o apoio de patrocinadores, idealizou o Arraial Bumba Minha Casa, que teve sua última live transmitida nessa sexta-feira, 10, com o show da banda Mesa de Bar. O objetivo foi fomentar a cultura local e os grupos de bumba meu boi, afetados pela suspensão dos festejos. As transmissões lideraram os Trend Topics no Twitter.

A primeira live do “Bumba Minha Casa” foi transmitida na noite do dia 29 de junho, às 20h, com shows de Alcione, Boi da Maioba, Boi de Axixá e Boi Barrica. A “Marrom” cantou grandes sucessos, o que levou os internautas ao delírio enquanto assistiam. Os grupos de bumba meu boi deram prosseguimento ao evento para animar mais ainda os espectadores, que interagiram. A segunda transmissão ocorreu no dia 3 de julho, por meio da apresentação de Mano Borges, com as participações de Betto Pereira, César Nascimento, Ronald Pinheiro e Erasmo Dibell.

E, por fim, na noite dessa sexta-feira, 10, foi transmitida a última live do “Bumba Minha Casa”, com show do Boi de Maracanã e Boi de Morros. Além disso, houve a apresentação da “Mesa de Bar”, banda maranhense que, atualmente, é considerada uma das melhores do arrocha, gênero musical que surgiu na Bahia como uma ramificação da seresta, por meio da mistura do brega com o estilo romântico.

Sucesso das lives

O sucesso do arraial “Bumba Minha Casa” é indiscutível. A iniciativa demonstrou que, por mais que uma crise afete o planeta, sempre existem oportunidades de aprendizado e crescimento. A disseminação mundial do novo coronavírus criou um ambiente de insegurança, por conta das modificações na rotina social, incluindo o cancelamento de eventos. Mas a tradição sobrevive até mesmo a uma pandemia. Por este motivo, o público continua se divertindo dentro de um contexto de segurança sanitária e protocolos de distanciamento social.

O “Bumba Minha Casa” tem esse poder de oferecer às pessoas um momento de entretenimento sem o menor risco para a saúde dos participantes. De acordo com Gustavo Santana, gerente de Comunicação do Grupo Mirante, o sucesso da iniciativa foi tão grande que as lives lideraram os Trend Topics no Twitter durante as transmissões. Esse parâmetro representa os assuntos mais comentados na rede social em todo o mundo. Ou seja, estiveram no topo mais alto da plataforma.

“Os números foram muito interessantes. Nós tivemos uma audiência muito boa, o que nos faz avaliar a possibilidade de estender o projeto ou de planejarmos outros com as mesmas características”, expressou Gustavo Santana. Além disso, ele enalteceu a participação de todas as empresas envolvidas na programação, que são o Grupo Mirante, a Phocus Propaganda, a Equatorial Energia e a Magnífica do Maranhão. Como o próprio lema do evento esclarece, trata-se de um arraial que une as pessoas, mas cada uma no seu canto, em virtude da situação pandêmica.

“Sem sombra de dúvidas, foi um sucesso de doações, de participações. A parceria foi perfeita. Importante dizer que as lives não encerram o processo. Os vídeos ficarão disponíveis para quem não pôde assistir no momento da transmissão ao vivo. Essa é a magia da internet: de ter um conteúdo sob demanda, na hora que alguém quer consumir e não necessariamente seguindo uma linha do tempo de uma programação”, assinalou o gerente de Comunicação do Grupo Mirante.

Segundo Gustavo Santana, não existem palavras para expressar a felicidade de todos os envolvidos em observar que a ideia funcionou e que as pessoas realmente abraçaram a causa e interagiram, além de terem feito doações para ajudar os grupos de bumba meu boi. “A gente fica muito feliz em ter conseguido êxito. O propósito é não deixar passar em branco esse período do ano que é muito aguardado pelos maranhenses. O foco foi registrar a nossa cultura, perpetuar as nossas práticas culturais, não deixar se perder e proporcionar ao maranhense o contato com o bumba meu boi, com as atrações especiais, levar conteúdo e entretenimento de qualidade a quem está em casa”, comentou.

Ideia e doações

Um dos objetivos do projeto é a ajuda às agremiações que fazem parte da cultura maranhense na época junina. Então, doações foram arrecadadas, por meio do Movimento Gratitude. Todo o valor reunido será direcionado aos grupos de bumba meu boi que participaram do “Bumba Minha Casa”. A “Vakinha” está disponível no portal bumbaminhacasa.com, no qual há um link chamado “doações”. Nele, as pessoas podem fazer suas contribuições.

No link, o público também pode acompanhar o valor parcial arrecadado. E, ainda, enviar mensagens de enaltecimento ao São João do Maranhão. No site do projeto, os internautas podem acompanhar um pouco da história do bumba meu boi, que, desde o final do século XVII, já era conhecido, em meio à sociedade patriarcal e escravocrata do Brasil Colônia. A manifestação espalhou-se do litoral nordestino para os outros estados, devido ao ciclo do gado.

Como Maria Adriana Sarney Caminha, gerente de Marketing do Grupo Mirante, explicou, a ideia do arraial surgiu desde que a pandemia da Covid-19 ganhou força no Maranhão. Desse modo, a empresa, juntamente com os parceiros, decidiu realizar o São João para estimular essa manifestação cultural, mas de maneira virtual. “Nós acreditamos muito que não é apenas um evento, mas sentimento, também. Nós queríamos inspirar os maranhenses a abraçarem a causa de construir esse projeto conosco, cada um fazendo sua parte, para que a festa junina acontecesse”, pontuou..

Ainda segundo Maria Adriana, com os resultados do projeto, toda a equipe ficou muito feliz, sobretudo por perceber que o maranhense, mesmo não estando presente fisicamente, deu a maior força na plataforma digital. “Nós acreditamos que o projeto veio para ficar. Quem sabe, podemos mesclar o físico ao digital no ano que vem, se a situação melhorar no que se refere à pandemia. Eu queria agradecer a todos que participaram, a todos que contribuíram para essa audiência. Foi realmente uma junção de várias partes”, enfatizou a gerente de Marketing do Grupo Mirante.

Importante destacar que as lives foram transmitidas, além do site do “Bumba Minha Casa”, no canal do Youtube do Imirante.com.

Movimento Gratitude

O Movimento Gratitude é uma ação realizada pelo Grupo Mirante, em parceria com a empresária Rafaela Albuquerque, com o apoio do instituto de Cidadania Empresarial do Maranhão. Por meio das ações, várias famílias de baixa renda são beneficiadas. Em 2018, por exemplo, foram arrecadados mais de R$160 mil, que foram distribuídos entre 10 instituições filantrópicas. já em 2019, foram realizados diversos eventos, talks e baile de gala, transformando toda a renda em doação.

No primeiro semestre deste ano, o Movimento Gratitude realizou uma curadoria de instituições e ações comprometidas em minimizar os efeitos da disseminação da Covid-19 que assola nossa cidade e agora ajudou as companhias e grupos de bois que sempre alegraram o nosso São João. No dia 15 de maio, foram distribuídas 200 cestas básicas, por meio da Creche Escola Comunitária O Bom Samaritano, no Conjunto Habitar Edinho Lobão e comunidades adjacentes, na cidade de Paço do Lumiar. Pessoas afetadas pela pandemia receberam os alimentos e agradeceram porque a situação não está fácil nesse período.

As cestas básicas foram deixadas na Escola Comunitária por volta das 15h30, depois que chegaram em uma van. Para evitar aglomeração, que favorece o contágio do novo coronavírus, não houve fila na entrada do estabelecimento de ensino. A distribuição foi realizada de casa em casa, primeiramente, na comunidade onde a creche está localizada. Mas os alimentos também foram entregues em bairros adjacentes, como Zumbi dos Palmares, Abdala 1 e 2, Parque Horizonte e Novo Horizonte.

Outras 200 cestas básicas foram entregues pelo Movimento Gratitude na tarde do dia 28 de abril, na região do São Francisco, em São Luís. Como em Paço do Lumiar, várias famílias afetadas pela pandemia do coronavírus foram beneficiadas. Os alimentos, doados pela empresa Grand Cru, foram distribuídos pela Creche Brincando e Aprendendo, que atende 40 crianças carentes de 6 a 9 anos.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.