Polícia | Ordem judicial

Justiça manteve prisão dos suspeitos da morte do sargento da PM

Os acusados foram presos em flagrante delito, na área do Araçagi, e o crime ocorreu em plena Quarta-Feira de Cinzas, na Região do Miritiua, em São José de Ribamar
Ismael Araújo29/02/2020

SÃo LUÍS - O Poder Judiciário manteve a prisão de Marcildo Damasceno Rocha e Raylson Barros, que são acusados do assassinato do sargento da Polícia Militar (PM), Washington Ferreira Nogueira, de 52 anos, ocorrido na Quarta-Feira de Cinzas, 26, na Região do Miritiua, em São José de Ribamar. O policial ainda teve a sua arma de fogo, fardamento e documentos pessoas roubados. Ainda no último dia 27, um outro suspeito desse crime, identificado como Fransoarle Freitas Silva, o Tibiri, de 35 anos, foi morto em confronto com a polícia, no Parque Florêncio, área do Araçagi, e as buscas continuam na Ilha para prender os outros envolvidos.

Para continuar aproveitando o conteúdo de O Estado faça seu login ou assine.

Já sou assinante

entrar

Ainda não sou assinante

assine agora

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte