O Mundo | Escalada da violência

Com o assassinato de general, aumenta tensão entre EUA e Irã

Conflito recrudesceu depois que Donald Trump abandonou o acordo nuclear firmado por Teerã e as principais potências globais; com a morte de Soleimani, um herói para o establishment da República Islâmica, o conflito atinge um novo e perigoso patamar
04/01/2020

EUA/TEERÃ - O assassinato pelos Estados Unidos do general iraniano Qassem Soleimani, quando chegava na madrugada de sexta-feira,3, ao aeroporto de Bagdá, marca um ponto de virada na tensão que vem crescendo entre Washington e Teerã desde maio de 2018, quando o presidente americano Donald Trump se retirou unilateralmente do acordo nuclear assinado entre o Irã e as principais potências globais em 2015.

Para continuar aproveitando o conteúdo de O Estado faça seu login ou assine.

Já sou assinante

entrar

Ainda não sou assinante

assine agora

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte